Biologia e Medicina / Colesterol

Colesterol

Artigos Científicos: Colesterol
Buscar 155.000+ Trabalhos e Grátis Artigos

Enviado por:  Paulo  01 dezembro 2011
Tags: 
Palavras: 922   |   Páginas: 4
Visualizações: 541

...

rarrenais e na regulação das membranas celulares, permitindo várias funções destas. É encontrado em maior abundancia no fígado, medula espinhal, cérebro e artérias. Embora tenha muitas funções importantes no nosso organismo é mais conhecido pelas doenças cardiovasculares relacionadas ao seu excesso.

Neste trabalho estudaremos as várias funções, características, benefícios e prejuízos, além de discutir maneiras de evitar excessos destas substâncias no nosso organismo.

1. FÓRMULA, ESTRUTURA QUÍMICA E CLASSIFICAÇÃO.

Os elementos presentes na fórmula química do colesterol são o carbono, o oxigênio e o hidrogênio (ver figura 1). A estrutura química é semelhante aos hormônios corticosteroides.

Quimicamente é um composto insolúvel em água e, consequentemente, insolúvel no sangue. É transportado no sangue através de um complexo chamado Lipoproteína.

Sua classificação normalmente é feita levanto em conta a densidade das lipoproteínas. Então, colesterol LDL (Low-Density Lipoproteins), são proteínas de baixa densidade. Ou seja, "mau colesterol", pois, quando em excesso, são responsáveis pelos depósitos de gordura nas artérias, causando vários problemas de saúde.

Os HDL (High-Density Lipoproteins) são proteínas de alta densidade. São conhecidas pela imprensa como "bom colesterol", pois, carrega o colesterol em excesso de volta para o fígado. O nível elevado de HDL está relacionado com baixo índice de doenças cardiovasculares.

De maneira geral, não existe "bom" ou "mau" colesterol, o colesterol é um só, apenas o excesso dele na corrente sanguínea é que causa a maioria das doenças cardiovasculares.

Figura 1 – Estrutura química do colesterol.

2.0 FISIOLOGIA

2.1 Síntese e Ingestão

O colesterol é necessário para o funcionamento normal da membrana plasmática de células de mamíferos, sendo sintetizado no retículo endoplasmático das células ou derivado da dieta, sendo que na segunda fonte é transportado pela via sanguínea pelas lip

oproteínas de baixa densidade e é incorporado pelas células através de endocitose mediada por receptores em fossas cobertas de clatrina na membrana plasmática, e então hidrolizados em lisossomas.

Etapas principais da síntese do colesterol:

1. A acetil-CoA se converte em mevalonato: a ingestão de ácidos graxos saturados da cadeia longa produz hipercolesterolemia.

2. O mevalonato após reações sucessivas se transforma em lanosterol.

3. O lanosterol se converte em colesterol após 21 etapas adicionais. Esse esteróide é sintetizado pelo fígado. Através de um processohomeostático quanto maior for a ingestão de colesterol, menor será a quantidade sintetizada pelo fígado. Além disto, o colesterol ingerido em quantidades excessivas não consegue ser eliminado em forma de ácidos biliares e o mecanismo de excreção se torna insuficiente.

2.2 Regulação e Eliminação

A regulação é feita pelo fígado, sendo que com o aumento da ingestão diminui a produção. Com a idade, os níveis elevam um pouc ...



Cadastre-se no TrabalhosGratuitos

Cadastre-se no TrabalhosGratuitos - buscar 155.000+ trabalhos e monografias