Ciências Sociais / Novas Configurações Da Divisão Sexual Do Trabalh

Novas Configurações Da Divisão Sexual Do Trabalh

Artigo: Novas Configurações Da Divisão Sexual Do Trabalh
Buscar 155.000+ Trabalhos e Grátis Artigos

Enviado por:  Camila  15 dezembro 2011
Tags: 
Palavras: 4987   |   Páginas: 20
Visualizações: 110

...

de conteúdos distintos. Trata-se, de um lado, de uma acepção sociográfica:

estuda-se a distribuição diferencial de homens e mulheres no mercado de trabalho, nos ofícios e nas profissões, e as variações no tempo e no espaço dessa

distribuição; e se analisa como ela se associa à divisão desigual do trabalho

doméstico entre os sexos.

Esse tipo de análise foi e continua sendo indispensável: por exemplo, a

construção de indicadores confiáveis para medir a igualdade profissional homens/mulheres é um verdadeiro desafio político na França. Mas, a nosso ver,

falar em termos de divisão sexual do trabalho deveria permitir ir bem além da

simples constatação de desigualdades. E aqui se chega à segunda acepção, segundo a qual falar em termos de divisão sexual do trabalho é: 1. mostrar que

essas desigualdades são sistemáticas e 2. articular essa descrição do real como

uma reflexão sobre os processos mediante os quais a sociedade utiliza essa

diferenciação para hierarquizar as atividades, e portanto os sexos, em suma,

para criar um sistema de gênero.

O projeto coletivo que serviu de base na França às primeiras aparições

do termo “divisão sexual do trabalho” tinha uma ambição maior que denunciar desigualdades: sob o impulso do movimento feminista, tratava-se nem mais

nem menos de repensar o “trabalho”. O ponto de ancoragem dessa ambição

era a idéia de que o trabalho doméstico era um “trabalho” e que, portanto, a

definição deste deveria obrigatoriamente incluir aquele. Não dava para imaginar para onde isso nos levaria... A questão não era simplesmente somar trabalho profissional e trabalho doméstico. Para ser mais precisas: ao fazer essa

soma, logo nos demos conta de que as costuras do paletó “trabalho”, feito sob

medida por e para as crenças economicistas, cediam facilmente nas cavas. Assim, pouco a pouco, caminhamos para uma definição não mais centrada na

valorização do capital, e sim naquilo que alguns chamaram de “produção do

viver” (Hirata, Zarifian, 2000). Vamos medir o

caminho percorrido…

A idéia de iniciarmos este artigo distinguindo as duas maneiras de pensar e de estudar a divisão sexual do trabalho deve-se a duas razões. A primeira é que, desde o nascimento do conceito há cerca de trinta anos, se observa

uma tensão entre, de um lado, análises que pensam mais em termos de constatação de desigualdades entre homens e mulheres, e de acúmulo, de soma

dessas desigualdades (cf. a noção atual de conciliação de tarefas), e, de outroCadernos de Pesquisa, v. 37, n. 132, set./dez. 2007 597

Novas configurações...

lado, análises que procuram remontar à nascente dessas desigualdades e, portanto, compreender a natureza do sistema que dá origem a elas. Subentendese que é nesse quadro de reflexão que nos inscrevemos.

A segunda razão é que, sempre que se tenta fazer um balanço da divisão sexual do trabalho em nossas sociedades, se chega à mesma constatação

em forma de paradoxo: nessa matéria, tudo muda, mas nada muda. Por isso,

nesta exposição, procuraremos descons ...



Cadastre-se no TrabalhosGratuitos

Cadastre-se no TrabalhosGratuitos - buscar 155.000+ trabalhos e monografias