Língua Portuguesa / Geração De Energia Nas Estações De Tratamento

Geração De Energia Nas Estações De Tratamento

Pesquisas Acadêmicas: Geração De Energia Nas Estações De Tratamento
Buscar 155.000+ Trabalhos e Grátis Artigos

Enviado por:  gomesvanderlei  12 setembro 2013
Tags: 
Palavras: 4005   |   Páginas: 17
Visualizações: 28

1. INTRODUÇÃO

De acordo com Zanette (2009) dentre as tecnologias utilizadas para o aproveitamento da energia da biomassa, a digestão anaeróbica, desenvolvida principalmente com o objetivo de tratar resíduos e efluentes orgânicos, vem sendo cada vez mais utilizada por permitir a recuperação da energia através do aproveitamento do biogás e nutrientes, bem como prevenir a poluição ambiental. Na Europa, a capacidade instalada em plantas de aproveitamento do biogás é superior a 2000 MW, concentrada principalmente na Alemanha e Reino Unido, enquanto no Brasil, o aproveitamento do biogás ainda é em pequena escala, com apenas 42 MW de capacidade instalada e 20 MW em construção.

Considerando a elevada concentração da população brasileira nos grandes centros urbanos e a expressiva produção agropecuária e agroindustrial, é natural acreditar que o atual aproveitamento do biogás no Brasil encontra-se bastante aquém do seu potencial.

No Brasil pode-se citar o exemplo do aproveitamento de resíduos da cana de açúcar e de resíduos rurais, em que temos a possibilidade de geração de energia para o sistema elétrico e principalmente para o consumo local. Os resíduos rurais incluem todos os tipos gerados pelas atividades produtivas nas zonas rurais, qual seja: os resíduos agrícolas, florestais e pecuários. Os resíduos da pecuária são constituídos por dejetos e outros produtos resultantes da atividade biológica do gado bovino, suíno, caprino e outros, cuja relevância local justifica seu aproveitamento energético. Esse tipo de resíduo é importante matéria-prima para a produção de biogás.

O biogás é composto por uma mistura de gases, cujo tipo e percentagem variam de acordo com as características dos resíduos e as condições de funcionamento do processo de digestão. Os principais constituintes do biogás são o metano e o dióxido de carbono, no qual o biogás é composto em média de 65% de metano, sendo o restante basicamente de dióxido de carbono. Outros gases, como sulfet

o de hidrogênio, o nitrogênio, hidrogênio e monóxido de carbono também compõe o biogás em menores concentrações.

Tendo em vista o exposto, o objetivo geral deste trabalho foi avaliar o potencial de produção de biogás em um reator anaeróbico de leito fluidizado (RALF) na Estação de Tratamento de Esgoto Norte (ETE Rio das Antas), da Companhia de Saneamento do Paraná (SANEPAR) para geração de energia elétrica. Os objetivos específicos foram avaliar a produção de gás metano do reator anaeróbico; avaliar se a energia elétrica produzida com o biogás poderia suprir a energia consumida no horário de maior consumo da ETE.

2. ESGOTO SANITÁRIO

De acordo com Van Haandel e Lettinga (1994), o esgoto é o termo usado para a água eliminada após a utilização humana. Pode ter origem doméstica, industrial ou pluvial (água das chuvas). Sem receber os tratamentos adequados causa danos à saúde pública por meio de transmissão de doenças e afeta os recursos hídricos e a vida vegetal e ...



Cadastre-se no TrabalhosGratuitos

Cadastre-se no TrabalhosGratuitos - buscar 155.000+ trabalhos e monografias