Outras / Das Mil E Uma Maneiras De Ser Racista, Tendencioso E Parcial Em Apenas Duas Palavras E Uma Legenda

Das Mil E Uma Maneiras De Ser Racista, Tendencioso E Parcial Em Apenas Duas Palavras E Uma Legenda

Trabalho Universitário: Das Mil E Uma Maneiras De Ser Racista, Tendencioso E Parcial Em Apenas Duas Palavras E Uma Legenda
Buscar 155.000+ Trabalhos e Grátis Artigos

Enviado por:  estefhanykallink  19 setembro 2013
Tags: 
Palavras: 2328   |   Páginas: 10
Visualizações: 49

Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações

Trabalhos Gratuitos

Trabalho Completo Atividade Discursiva

Atividade Discursiva

Imprimir Trabalho!

Cadastre-se - Buscar 50 000 Trabalhos e Monografias

Categoria: Língua Portuguesa

Enviado por: cintia555 16 setembro 2013

Palavras: 2351 | Páginas: 10

DADOS DA QUESTÃO

O gênero do discurso notícia

A função precípua deste gênero, de acordo com os manuais e os estudos da esfera jornalística, é informar, relatar. Lustosa (1996) apud Nascimento (2005) afirma que a notícia é a técnica de relatar um fato, que a notícia é o relato, não o fato. Ao concebermos, porém, a língua como atividade, ao compreendermos que o uso da língua é um processo interativo, em que o locutor deixa no seu texto as suas marcas, a sua subjetividade, e o interlocutor participa desse processo, refutando, reformulando e respondendo, concebemos os textos dentro de uma perspectiva dialógica. Assim, a notícia não é somente um texto informativo, é perpassada pela argumentação; argumentação de base linguística, presente em toda atividade verbal.

Sob este prisma, a notícia, enquanto gênero que emerge de um processo social, que corresponde a uma esfera da atividade humana, não pode ser pura e simplesmente um texto informativo, reflexo da verdade. A notícia é, nesse viés, um gênero que manifesta os posicionamentos do seu locutor e porque não dizer da esfera que a veicula, pois a estrutura composicional, as escolhas lexicais estão em consonância com as intenções de quem escreve que, por sua vez, está inserido em uma esfera social, corroborando com o discurso desta.

GONÇALVES, Tatiana J. Cadernos do CNLF, Vol. XV, No 5, t. 1. Rio de Janeiro: CiFEFiL, 2011 ps. 565 e 566.

Das mil e uma maneiras de ser racista, tendencioso e parcial em apenas duas palavras e uma legenda

Publicado em Segunda-feira, 8 Maio, 2006 por dufas

O jornal O Globo de hoje publicou esta foto de Evo Morales, presidente da Bolívia. Na ediçã

o impressa consta a seguinte legenda: Índio americanizado: Morales toma coca-cola durante manifestação. Que primor, não é mesmo? Como se consegue tanto com tão pouco! Neste breve texto estão presentes concepções sobre o que é ser índio, o que é ser americanizado, o que é correto ou não para um índio fazer… Agora transformado em inimigo número 1 da nação, Evo Morales é atacado na sua característica mais genuína e inconteste: a ascendência indígena. Afinal, um verdadeiro índio não deveria tomar coca-cola, não é mesmo? Aliás, não deveria mesmo era ser presidente, nénão?

Você acha que eu estou sendo radical? Talvez. Mas tente imaginar qualquer outro presidente com semelhante legenda, algo como, por exemplo: ”Nordestino americanizado: Lula toma coca-cola em passeata”. Estranho, pra dizer o mínimo. Bom exemplo de que aquela revista semanal é o menor dos nossos problemas, porque lá a manipulação é grosseira; portanto, evidente. Mensagens como essa, quase sub-reptícias, numa simples legenda ...



Cadastre-se no TrabalhosGratuitos

Cadastre-se no TrabalhosGratuitos - buscar 155.000+ trabalhos e monografias