Outras / Diversidade Cultural E Social

Diversidade Cultural E Social

Exames: Diversidade Cultural E Social
Buscar 155.000+ Trabalhos e Grátis Artigos

Enviado por:  eripa  26 setembro 2013
Tags: 
Palavras: 1081   |   Páginas: 5
Visualizações: 27

A escola é o espaço onde se encontra a maior diversidade cultural e social. Por isso trabalhar as diferenças é um grande desafio para o professor, pois é ele um facilitador do processo ensino-aprendizagem. Logo, ele tem em mãos o dever de esclarecer e fazer com que o aluno compreenda que o diferente também deve ser respeitado. Em meio a esse processo de educação, o professor encontra várias dificuldades, primeiramente não possuem qualificação adequada às necessidades de uma educação inclusiva, os ambientes são inadequados e os recursos pedagógicos e metodológicos não são adaptados para atender as características específicas de cada estudante.

A diversidade no espaço escolar é um grande desafio para todos envolvidos nesse espaço, pois há diferenças econômicas, sociais, raciais e linguísticas, dessa forma a escola deve possibilitar aos alunos a consciência de que todos têm a oportunidade de estudar e viver em sociedade.

Portanto uma escola de qualidade é aquela que oferece aos educandos ações inclusivas que além de “aceitar” seu aluno e suas diferenças, contribui para que eles se respeitem e respeitem o próximo. O direito a educação não significa somente acesso a ela, como também que ela seja de qualidade garanta que os alunos aprendam, considerando que cada um tem motivações e experiências pessoais, por isso a diversidade está dentro do “normal”. Dada essa concepção a ênfase está em desenvolver uma educação que valorize e respeite o diferente. É de fundamental importância adequar o cotidiano escolar à realidade social e cultural de cada um.

Infelizmente o preconceito está impregnado à própria existência humana, pois o homem não aceita o diferente, não respeita a desigualdade, daí cabe ao professor inserir em sala de aula valores de respeito e tolerância incentivando os alunos ditos “normais” a acolherem e compartilharem as diferenças para que eles não se sintam excluídos, ou seja, alvo de chacotas e descriminação por parte dos colegas. Segundo Paulo Freire a práti

ca educativa baseia-se no diálogo. Segundo Freire (2002):

Somente o diálogo, que implica um pensamento crítico, é capaz.

Também de gerá-lo. Sem ele não há comunicação e sem esta não

Há verdadeira educação. A que, operando a superação da contra-.

Dição educador-educandos se instaura como situação gnosiológica

em que os sujeitos incidem seu ato cognoscente sobre o objeto co-

gnoscível que os mediatiza. (p.83).

Partindo dessa visão é importante que o professor saiba lidar com seus alunos, utilizando uma linguagem clara e de fácil entendimento para que haja uma boa relação entre ambos e também um melhor entrosamento.

Nessa relação é essencial que haja afetividade, carinho e respeito, contudo não deve existir superproteção caracterizando a criança deficiente como ser frágil, ou isolá-lo como incapaz. Cabe ao professor considerar esse aluno como sua responsabilidade, igual aos demais, promovendo um ambiente de integração com atividades que visam o desenvolvimento da linguagem, auto ...



Cadastre-se no TrabalhosGratuitos

Cadastre-se no TrabalhosGratuitos - buscar 155.000+ trabalhos e monografias