Outras / Doenças Respiratórias Causadas Pela Poluição Atmosférica

Doenças Respiratórias Causadas Pela Poluição Atmosférica

Monografias: Doenças Respiratórias Causadas Pela Poluição Atmosférica
Buscar 155.000+ Trabalhos e Grátis Artigos

Enviado por:  Paulo  30 dezembro 2011
Tags: 
Palavras: 2655   |   Páginas: 11
Visualizações: 457

...

a os setores industrial, elétrico e de transportes de grande parte das economias do mundo. Portanto, coloca-los de lado atualmente seria impossível

Este tipo de poluição tem provocado muitos problemas nas grandes cidades. A saúde das pessoas, por exemplo, é a mais afetada com a poluição atmosférica. Várias doenças respiratórias como a bronquite, rinite e asma levam milhares de adultos e crianças aos hospitais todos os anos(BRASIL, 1990)

A poluição atmosférica está associada a efeitos adversos sobre a saúde, sendo o aparelho respiratório a parte mais atingida do organismo, comprometendo principalmente:

— as crianças que, de maneira geral, são mais sensíveis que os adultos a qualquer forma de poluição atmosférica, devido a imaturidade de seu aparelho respiratório.

— pacientes pneumopatas, destacando-se os alérgicos, os asmáticos e os com insuficiência respiratória crônica obstrutiva. Nos indivíduos atópicos, a exposição à poluição atmosférica aumenta a responsividade das vias aéreas aos alérgenos.

— os idosos por apresentarem imunidade deprimida.

A poluição da atmosfera constitui-se em um importante problema de saúde pública e de debate político, devido ao rápido crescimento da população mundial, assim como pelo fenômeno da migração da população rural para as áreas urbanas (BRAGA, 2002)

O presente trabalho tem como objetivo realizar levantamento bibliográfico sobre problemas gerados pela poluição atmosférica.

2. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

2.1. A ATmosfera

A atmosfera da Terra é composta primariamente dos gases N2 (78%), O2 (21%) e Ar (1%), cujas abundâncias são controladas pelos ciclos geológicos pela biosfera e seqüestro e liberação pelo material da crosta terrestre. Vapor d’água é um constituinte muito abundante e sua concentração é altamente variável, muitas vezes atingindo concentrações de até 3%; sua abundância é controlada por evaporação e precipitação. Os constituintes remanescentes são os gases traçadores, que constituem menos

que 1% da atmosfera. Porém, estes gases traçadores desempenham um papel importante no balanço radiativo da Terra e nas propriedades químicas da atmosfera; estes gases têm tido suas concentrações alteradas na atmosfera ao longo dos últimos 200 anos (SEINFELD; PANDIS , 1998).

2.2. As camadas da atmosfera

De modo geral a atmosfera é dividida nas regiões alta e baixa. A baixa atmosfera é geralmente considerada até o topo da estratosfera, na altitude de aproximadamente 50 km.

A atmosfera terrestre é caracterizada pelas variações da temperatura e pressão com a altura. Porém, na realidade se utiliza as variações do perfil médio de temperatura com a altitude para a classificação das diferentes camadas da atmosfera. Regiões, as quais são (SEINFELD; PANDIS, 1998 apud TRESMONDI, 2008):

• Troposfera – A camada mais baixa da atmosfera, que se estende da superfície terrestre até a tropopausa, varia de 10 a 15 km de altitude, dependendo da latitude e época do ano; caracterizada pelo dec ...



Cadastre-se no TrabalhosGratuitos

Cadastre-se no TrabalhosGratuitos - buscar 155.000+ trabalhos e monografias