Outras / A Doutrina Que Prega A não Intervenção

A Doutrina Que Prega A não Intervenção

Artigos Científicos: A Doutrina Que Prega A não Intervenção
Buscar 155.000+ Trabalhos e Grátis Artigos

Enviado por:  marcioguitargc  15 setembro 2013
Tags: 
Palavras: 736   |   Páginas: 3
Visualizações: 54

1

Notas: 1

A doutrina que prega a não intervenção do Estado nas questões econômicas, a fim de que haja desenvolvimento por conta da livre iniciativa do mercado concorrencial (lei da oferta e da procura) é conhecida como:

Escolher uma resposta.

Escolher uma resposta.

a. Capitalismo

b. Socialismo

c. Luta de classes

d. Comunismo

e. Liberalismo econômico

Resposta correta: Liberalismo econômico

Comentário resposta correta: Parabéns, a resposta está correta, pois o liberalismo econômico, muito presente no capitalismo, é uma teoria que favorece a livre iniciativa e é contra a intervenção do Estado na economia. Seria mais ou menos como imaginar a lei da oferta e da procura. Como exemplo, podemos imaginar o seguinte: se no Brasil temos mais procura do que oferta de empregos, se deixássemos o mercado se autorregular, voltaríamos à época em que só o empregador escolhia as condições de trabalho.

Correto

Notas relativas a este envio: 1/1.

Question2

Notas: 1

Suponha que o Poder Legislativo brasileiro resolva retirar a norma de garantia legal do salário mínimo, que faz parte dos direitos sociais. Neste caso, pode-se afirmar que:

Escolher uma resposta.

Escolher uma resposta.

a. Este ato é completamente ilegal, pois visa excluir um direito fundamental de segunda geração, o que é proibido pela própria Constituição

b. Este ato é completamente ilegal, pois visa excluir um direito fundamental de primeira geração, o que é proibido pela própria Constituição

c. Caso haja a aprovação da sociedade, é permitida a exclusão de qualquer direito fundamental, inclusive o citado na questão

d. Este ato é legal, pois restringe um direito que constitui cláusula pétrea, portanto, passível de supressão a qualquer tempo.

e. Este ato é legal, pois embora diminua o alcance do citado direito, não exclui a obrigação de um salário como contraprestação da força de trabalho

Comentário resposta errada: Não foi desta vez! Volte ao capítulo 4 e

ao resumo faça uma nova leitura geral.

Errado

Notas relativas a este envio: 0/1.

Question3

Notas: 1

“Ao término da primeira Guerra Mundial – todos o sabem – novos direitos fundamentais foram reconhecidos. São os direitos econômicos e sociais que não excluem nem negam as liberdades públicas, mas a elas se somam.”

Fonte: FERREIRA FILHO, Manoel Gonçalves. A Evolução Histórica e Doutrinária. PLT de Direitos Humanos. São Paulo: Saraiva, 2009.

A partir da declaração acima, pode-se concluir que:

Escolher uma resposta.

Escolher uma resposta.

a. As liberdades públicas não são direitos fundamentais

b. As liberdades públicas limitam-se aos direitos econômicos e sociais.

c. As liberdades públicas ainda não foram reconhecidas como direitos fundamentais

d. Os direitos sócioeconômicos já eram reconhecidos antes mesmo da primeira Guerra Mundial

e. As liberdades públicas foram reconhecidas antes da primeira Guerra Mundial

Resposta correta: As liberdades públicas fo ...



Cadastre-se no TrabalhosGratuitos

Cadastre-se no TrabalhosGratuitos - buscar 155.000+ trabalhos e monografias