Trabalho Completo ATPS TEORIA DA CONTABILIDADE ETAPAS 3 E 4

ATPS TEORIA DA CONTABILIDADE ETAPAS 3 E 4

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Outras

Enviado por: leonardorpt 26 setembro 2013

Palavras: 1673 | Páginas: 7

v

Alexandre Araújo RA: 5823156649

Bruno Weder Alves RA: 1299166355

Danilo Santos Cavalcanti RA: 5633123268

Edilson Nunes da Silva RA: 5222980027

Erika Priscila M. L. Oliveira RA: 5222964653

Henrique Pereira Santos RA: 5664131586

Sara Brenda Soares Procópio RA: 5833163918

Leonardo Guilherme A. Santos RA: 5670147395

Trabalho apresentado para avaliação

na disciplina de Teoria da Contabilidade,

do curso de Ciências Contábeis – 2º

Semestre, turno noturno, da Faculdade

Anhanguera Taboão da Serra, Ministrado

pelo Professor João Rodrigues

Etapa 3

Aula-tema: Plano de contas e contabilização do débito e crédito.

Passo 1 (Aluno)

Ler o texto: Crédito, Débito, Método das Partidas Dobradas e Razonetes, disponível em:

<https://docs.google.com/open?id=0B9r14r4nyLDpd3p1NG56aTdaU1E> Acesso em: 28 set.

2012, e tome conhecimento, de forma simples e prática, de como escriturar lançamentos

contábeis em razonetes por meios do método das partidas dobradas. Não deixe de ler

também os itens 7.4 e 7.5 do livro texto.

Passo 2 (Equipe)

Descrever nada mais nada menos do que 30 (trinta) operações mercantis e/ou financeiras

para a empresa fictícia criada no Passo 3 da Etapa 1. Iniciem pela formação do Capital Social

e depois, da forma mais criativa e empreendedora, descrevam operações de compra de mercadorias, de materiais, de serviços, de equipamentos, venda de produtos, recebimentos e

pagamentos, entre outras. Caso queiram, usem o quadro abaixo como exemplo de registro da

tarefa, e se quiserem peçam ajuda ao professor da disciplina para criar operações adequadas:

nº conta status movimento saldo status final

debito credito devedor credor saldo final

1 capital inicial devedor 100.00 - 100.000 - 100.000 dv

2 imovel credor 6.000 6.000 - 6.000 6.000 cr

3 moveis utencilios devedor 3.000 - 3.000 - 3.000 dv

4 maquinas credor 7.000 - 7.000 7.000 cr

5 investimento devedor 5.000 - 5.000 - 5.000 dv

6 peças reparos devedor 9.500 - 9.500 - 9.500 dv

7 pagamentos dividas credor 8.000 8.000 8.000 cr

8 onibus devedor 30.000 - 30.000 - 30.000 dv

9 estoque credor 1.500 3.000 1.500 3.000 4.500 cr

Passo 3 (Equipe)

Registrem as operações criadas no Passo anterior no Livro Razão. Criem um modelo do livro

e peçam aprovação do professor. Alternativamente, mas também com a aprovação dele,

utilizem o razonete para cumprir esse Passo.

Passo 4 (Equipe)

Entregar as atividades realizadas nesta Etapa 1 ao professor da disciplina, em data a ser

combinada.

ETAPA 4

Passo 1 (Aluno)

Acessar o artigo: Contabilidade: origem, livros contábeis e suas funções, disponível em:

<https://docs.google.com/open?id=0B9r14r4nyLDpcjJ2V1hYUTJYYkk> Acesso em: 28 set.

2012, e elabore resumo do artigo em no máximo duas laudas.

Se a contabilidade abrange toda forma de registrar fatos numéricos para diversos objetivos, a sociedade humana pratica contabilidades há tempos imemoriais. Fourastié e Kovacs (1992) notam que, “embora pouco documentada, a eficiente administração do império romano certamente se apoiava em registros estatísticos e contábeis”. Com sai destruição pelas invasões bárbaras, o mundo retornou a sistemas do tipo Inca de marcas de madeira. A origem da contabilidade atual, conhecida como Contabilidade das Partidas Dobradas, surgiu nas cidades-estados italianas e remonta à expansão comercial dos anos de 1300 e ano conseqüente do desenvolvimento das operações de crédito. A criação da contabilidade é normalmente atribuída ao frei Luca Pacioli que, em 1494, escreveu o Tractatus de Computis et Scripturis, onde o Método das Partidas Dobradas é proposto como mecanismo de controle patrimonial. Embora historiadores afirmem que o Método das Partidas Dobradas já estivesse em aplicação em diversos centros comerciais italianos, a obra de frei Pacioli, ilustre matemático da época, muito ligado a Leonardo da Vinci e autor da primeira obra impressa sobre matemática, serviu pra sistematizar e popularizar a Contabilidade. Esta origem da Contabilidade estabeleceu no Brasil a chamada tradição italiana que além de ter influenciado durante gerações a formação dos contadores, deu base aos regulamentos contábeis, como o Código Brasileiro de Contabilidade (1850) e a antiga Lei das Sociedades por Ações (1940).

PRINCÍPIOS CONTÁBEIS

A Contabilidade segue princípios e convenções geralmente aceitos. No Brasil, a legislação implicitamente os utiliza e pressupõe que sejam do conhecimento geral. Não existe unanimidade quanto ao número desses princípios fundamentais. Assim, alguns autores afirmam que seriam sete, enquanto outros afirmam serem quatro, havendo autores que aumentam muito o número desses princípios. A seguir, estão enunciados sete princípios:

• Princípio da Moeda como Denominador Comum

• Princípio do Custo Histórico

• Princípio da Continuidade da Empresa

• Princípio da Entidade Própria

• Princípio da Realização

• Princípio da Competência

• Princípio da Igualdade Contábil

PRINCIPAIS LIVROS CONTÁBEIS

Dos vários livros usados pelas empresas, vamos mencionar apenas os utilizados pela contabilização dos atos e fatos administrativos. Os principais livros utilizados pela Contabilidade são:

• Livro Diário

• Livro Razão

• Livro Caixa

• Livro Contas-Correntes

LIVRO DIÁRIO

O Diário é um livro obrigatório pela legislação comercial. Por ser obrigatório, o Diário está sujeito às formalidades legais extrínsecas e intrínsecasElementos Essenciais do Lançamento no Livro Diário

• 1º - local e data;

• 2º - conta ou contas debitadas;

• 3º - conta ou contas creditadas, precedida(s) da partícula “a”;

• 4º - Histórico da operação;

• 5º - valor da operação.

LIVRO RAZÃO

O Razão é um livro de grande utilidade para contabilidade porque registra o movimento de todas as contas. A escrituração do livro Razão passou a ser obrigatória a partir de 1991. Na Contabilidade moderna, o Razão é escriturado em fichas.

LIVRO CONTAS-CORRENTES

O Contas-Correntes é o livro auxiliar do Razão. Serve para controlar as contas que representam Direitos e Obrigações para a empresa.

LIVRO CAIXA

O livro Caixa também é auxiliar. Nele são registrados todos os fatos administrativos que envolvam entradas e saídas de dinheiro.

CONCLUSÃO

A quantidade de declarações e obrigações fiscais muitas vezes levam as empresas a deixar de guardar esses documentos. O empresário corre um sério risco de ter que pagar novamente o que já pagou. "No Brasil, ao contrário da maioria dos países, a boa-fé do contribuinte não é

presumida e a responsabilidade de provar o pagamento é dele".

Cada documento tem que ser guardado por um prazo mínimo, muitos empresários se esquecem das implicações fiscais de documentos comerciais e jogam fora o que não deveriam.

Passo 2 (Equipe)

Elaborar, a partir dos lançamentos contábeis realizados no Passo 3 da Etapa 3, o Balancete de

Verificação utilizando o modelo “4 colunas”. As páginas 153 e 154 do Livro Texto podem

auxiliar no cumprimento deste Passo, pois trazem exemplos deste modelo de balancete.

Balancete de Verificação

Movimento Saldo

Débito Crédito Devedor Credor

Contas

Caixa R$ 108.100,00 R$ 85.100,00 R$ 23.000,00

Capital R$ 100.000,00 R$ 10.000,00

Bancos R$ 80.000,00 R$ 34.800,00 R$ 45.200,00

Duplicatas a Pagar R$ 5.000,00 R$ 99.200,00

Móveis e Utensílios R$ 64.000,00 R$ 64.000,00

Estoques R$ 35.000,00 R$ 20.000,00 R$ 15.000,00

Duplicatas a Receber R$ 26.000,00 R$ 8.000,00 R$ 18.000,00

Instalações R$ 35.000,00 R$ 35.000,00

Receitas de Vendas R$ 26.000,00 R$ 26.000,00

CMV R$ 20.000,00 R$ 20.000,00

Receita de Juros R$ 100,00 R$ 100,00

Despesas de Juros R$ 100,00 R$ 100,00

Totais R$ 373.200,00 R$ 373.200,00 R$ 220.300,00 R$ 220.300,00

Passo 3 (Equipe)

Elaborar, como forma de abrilhantar sua ATPS, o Balanço Patrimonial e a Demonstração de

Resultado, a partir dos eventos contábeis contabilizados no Passo 3 da Etapa 3.

BALANÇO PATRIMONIAL

Ativo Passivo

Ativo Circulante Duplicatas a Pagar R$ 94.200,00

Caixa R$ 23.000,00

Bancos R$ 45.200,00

Móveis e Utensílios R$ 64.000,00

Estoques R$ 15.000,00 Patrimônio Líquido

Duplicatas a Receber R$ 18.000,00 Capital Social R$ 100.000,00

Instalações R$ 35.000,00 Lucros do Exercício

CMV R$ 20.000,00 Receitas de Juros R$ 100,00

R$ 100,00

Receitas de Vendas R$ 26.000,00

Total do Ativo R$ 220.300,00 Total do Passivo R$ 220.300,00

Demonstração do Resultado do Exercício

RECEITA BRUTA R$ 26.000,00

Vendas Brutas

Prestação de Serviços

(-) DEDUÇÕES DA RECEITA

Impostos s/ Vendas e Serviços (ICMS, ISS, Pis, Cofins)

Devoluções ou Cancelamentos

Descontos Incondicionais e Abatimentos

(=) RECEITA LÍQUIDA

(-) CUSTO DAS MERCADORIAS VEND. OU DOS PROD.E SERV.VENDIDOS R$ (20.000,00)

(=) LUCRO BRUTO OU RESULTADO OPERACIONAL BRUTO R$ 6.000,00

(-) DESPESAS OPERACIONAIS

(-) Despesas com Vendas

(-) Despesas Administrativas

(-) Despesas Financeiras

(+) Receitas Financeiras R$ (100,00)

(-) Outras Despesas Operacionais

(+) Outras Receitas Operacionais

(=) RESULTADO OPERAC.LÍQ.OU LUCRO/PREJUÍZO OPERACIONAL

(+) Outras Receitas

(-) Outras Despesas

(=) RESULTADO ANTES DO IMPOSTO DE RENDA = LAIR

(-) Contribuição Social s/ o Lucro (CSLL)

(-) Imposto de Renda s/ o Lucro

(=) LUCRO DEPOIS DO IMPOSTO DE RENDA = LAPIR

(=) LUCRO/ PREJUÍZO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO R$ 5.900,00

Passo 4 (Equipe)

Elaborar um Relatório final com todas as peças que compõem os livros e demonstrações

contábeis. Entreguem toda a produção ao professor da disciplina, em data a ser agendada

com ele, para aferição de notas e formalização final do Desafio.