Trabalho Completo Administração

Administração

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Ciências Sociais

Enviado por: leonardotambelli 27 maio 2013

Palavras: 1067 | Páginas: 5

Leia o texto a seguir:

“Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania;

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.”

Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constitui%C3%A7ao.htm acesso em 13/07/2011.

A partir do texto Constitucional, podemos concluir que o poder emana do povo através de:

Resposta: Alternativa B.

Através de um representante partidário que é escolhido através de votação.

A questão da violência urbana (tráfico de drogas, jogo do bicho, crime organizado, corrupção policial, etc.) tem atraído a atenção da imprensa, do governo e da opinião pública nos últimos anos, alcançando proporções alarmantes. Sobre as origens sociais deste grave problema social, podemos assinalar:

Resposta: Alternativa D.

A grande corrupção é corresponsável com tudo isso, legislação para a oposição dos temas citados existe, o problema são as ferramentas de execução.

Mudanças na tecnologia e massificação da sociedade contribuíram para o crescimento da globalização. Hoje, o mundo se transformou num grande mercado, com informações circulando nos meios de comunicação de maneira veloz. Com a globalização, a sociedade internacional:

Resposta: Alternativa B.

A tecnologia da informação foi um grande passo para a comunicação, hoje a cultura de todos os países estão disponíveis para pesquisa e etc.

Quanto ao processo de precarização do trabalho, pode-se destacar, entre as ocupações não organizadas, a crescente quantidade de trabalhadores temporários, de meio período, freelancers, autônomos, internautas que se utilizam de meios eletrônicos (e-mails), contratados diversos e representantes independentes, além daquelas ocupações com ganhos flutuantes atrelados aos índices de desempenho, enterrando de vez a idéia de um futuro previsível assentado no emprego estável.

Antunes (2002) considera que a precarização do trabalho levou a mutações onde poucos se especializaram e muitos ficaram sem qualificação suficiente para introduzir-se nesse mercado de trabalho, engrossando a fila dos desempregados, gerando uma classe de trabalhadores fragmentada e dividida entre trabalhadores qualificados e desqualificados, do mercado formal e informal, jovens e velhos, homens e mulheres, estáveis e precários, imigrantes e nacionais etc., sem falar nas divisões que decorrem da inserção diferenciada dos países e de seus trabalhadores na nova divisão internacional do trabalho. Este processo conduziu a destruição e/ou precarização do trabalho, sem paralelos em toda era moderna. A decorrência foi o desemprego e a informalidade, cuja característica desse setor informal é o trabalho isolado, muitas vezes inventando seu próprio trabalho, com grande mobilidade de atividades e horários flexíveis. O setor informal, segundo a OIT, já atinge cerca de 40% do mercado de trabalho na América Latina. A taxa de informalidade tem tido um crescimento superior ao setor formal. Os processos de terceirização e informalidade se expandem sob a forma de trabalho por conta própria em micro-empresas, seja através do trabalho em domicílio e tem obscurecido o desemprego. A economia informal então é o destino de um grande contingente de trabalhadores que não conseguem inserção na pirâmide do mercado de trabalho formal. Colocando em evidência a tendência geral de hierarquização do trabalho, a fragilização dos vínculos e a crescente desigualdade remuneratória, aprofundando a fratura social, trazendo insegurança, tornando a economia ineficiente, transformando-a num ciclo vicioso de desorganização social.

Diante do texto acima é correto afirmar que o denominado desemprego estrutural, bem característico da atual fase de globalização é:

Resposta: Alternativa A.

A grande competitividade é responsável por esta seleção de pessoas qualificadas e não qualificadas.

Sobre GLOBALIZAÇÃO podemos dizer que é um processo econômico e social que estabelece uma integração entre os países e as pessoas do mundo todo. Através deste processo, as pessoas, os governos e as empresas trocam idéias, realizam transações financeiras e comerciais e espalham aspectos culturais pelos quatro cantos do planeta. Ela existe desde os tempos das grandes navegações, século XV, e somente com o advento da comunicação em massa se mostrou mais eficaz, visto que os grandes acontecimentos eram anunciados com mais rapidez e agilidade, como exemplo podemos citar alguns: A queda do Muro de Berlim em 1989; O fim da Guerra Fria; O fim do socialismo real; O fortalecimento do capitalismo, entre outros. Como conseqüência dessa globalização houve uma mudança no papel do estado. A globalização esta gerando uma nova divisão internacional onde se encontram os países que fazem parte do processo de globalização e os países que não fazem. A revolução tecnocientífica, fez com o mundo interagisse de forma mais acelerada, a exemplo da invenção do computador e da própria internet que são ferramentas indispensáveis para a perpetuação da dinâmica do conhecimento. A globalização também é marcada pela expansão mundial das grandes corporações internacionais. A cadeia de fast food McDonald's, por exemplo, possui 30.000 mil lojas em 120 países. Essas corporações exercem um papel decisivo na economia mundial. A crescente concorrência internacional tem obrigado as empresas a cortar custos, com o objetivo de obter preços menores e qualidade alta para os seus produtos. Uma das causas do desemprego é a automação de vários setores, em substituição à mão de obra humana e a previsão é de que esse novo mercado de trabalho dificilmente absorverá os excluídos, uma vez que os empregos exigem um alto grau de qualificação profissional. Dessa forma, o desemprego tende a se concentrar nas camadas, com baixa instrução escolar e pouca qualificação, porém pode-se ser revertido pela receita simples do comprometimento com a evolução, abertura de novos cursos; atualização constante, visando à qualificação. Portanto, A globalização é um fenômeno contemporâneo que permite sua análise sob diversos ângulos. Sua característica fundamental é afetar tanto empresas, quanto indivíduos e movimentos sociais.

Diante do texto acima, assinale a única alternativa que define com maior precisão o processo em curso:

Resposta: Alternativa B.

Em um cenário onde a capacitação é fator crucial em um cenário de competitividade, apenas as pessoas qualificadas terão oportunidades.

A transformação no sistema de acumulação do sistema capitalista no final do século XX, que passou de um modelo fordista para um modelo de acumulação flexível impôs profundas transformações na esfera do mercado de trabalho. Assinale a alternativa que corresponde a estas transformações.

Resposta: Alternativa B.

A maior parte das pessoas empregadas nesse novo sistema são pessoas capacitadas, com um maior nível de estudo.

O crescente processo de urbanização da população mundial tem sido acompanhado pelo Brasil. Com base na análise do gráfico a seguir, pode-se afirmar que:

Fonte: IBGE disponível em: http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/censo2010/index.html acesso em 20/07/2011