Trabalho Completo Casa De Repouso Formalidades Legais E Exigências Legais Para Abertura De Uma Clinica E Quais Orgãos Publicos Deve Procurar

Casa De Repouso Formalidades Legais E Exigências Legais Para Abertura De Uma Clinica E Quais Orgãos Publicos Deve Procurar

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Outras

Enviado por: Rabela 02 outubro 2013

Palavras: 1556 | Páginas: 7

INTRODUÇÃO

Abranger o contexto empresarial é muito mais amplo do que a própria palavra dita, pois está em constantes evoluções e atualizações. Desde a idade antiga vemos as funções administrativas sendo aplicada nas gerações passadas. Já no presente século quem vem com força é a macroeconomia juntamente com o governo, cercando por todos os lados as organizações, retirando delas, aquilo que podem e o que não podem. Para esse lucro do governo ser maior, ele incentiva o surgimento de novas pequenas, médias e grandes empresas. É a regra do: “dar com uma mão e retirar com as duas”, pois os juros, inflação quando não controlados se tornam um grande vilão dos empresários.

Convido você e descobrir nas próximas linhas, esses e outros fatores que envolvem toda uma classe empresarial, e as empresas que se adaptam a essas “informações” que vão desde os itens básicos de administração, passando pela evolução da contabilidade à gestão social.

1 DESENVOLVIMENTO

A importância das funções administrativas nos casos relatados tem como peça fundamental a administração, onde uma boa idéia não é só o suficiente, visto que é necessário se ter um Plano de Negócio, onde serão mensurados todos os gastos e lucros a serem obtidos através do Planejamento: Organização, Controle e Direção.

A prévia antecedência dos objetivos e a visão de mercado é o fator inicial para o Plano de Ação, para o planejamento inicial de forma racional e objetiva de uma idéia, organizando-as das melhores formas a serem feitas, tendo uma visão e uma missão, (onde quer atuar, com que produto ira atuar, qual o tipo de publico quer alcançar e aonde quer chegar), pois para se obter confiança e credibilidades de bancos, e investidores para investimentos e aplicações em uma idéia, deve se ter um plano de negocio “planejamento”, onde serão analisados todos os pontos para o funcionamento de uma empresa ou entidade.

Embora o exemplo citado mostra extremo sucesso, é preciso observar que, alguns fatores poderá alterar o desempenho de uma empresa. (isso se a empresa atuar com exportações ou importações, ou competir com produtos importados).

A política cambial representa as ações do governo nas transações internacionais do país. Pela política cambial, o governo atua no mercado da moeda estrangeira, por ex. comprando ou vendendo dólar para regular o mercado ou fixando o valor do dólar. Quando a taxa de cambio é fixada pelo governo, tem-se o regime de taxas fixas de cambio. Quando a taxa é flexível, determinada pelo mercado de divisas, tem-se o regime de taxas flutuante de cambio. A descida das taxas de câmbio torna a moeda nacional mais barata face às restantes. A desvalorização da moeda tem um efeito benéfico sobre as exportações, que se tornam mais competitivo; consequentemente, tem um efeito nefasto sobre as importações, funcionando como instrumento corrector de desequilíbrios da balança de pagamentos. A subida das taxas de câmbio tem o efeito contrário. As exportações perdem competitividade no mercado concorrencial, tornando-se as importações mais baratas; consequentemente, as empresas nacionais reduzem o seu volume de vendas, o que gera menos cash flow empresarial, menos receitas fiscais e desemprego. A apetência pelas importações pode gerar uma dependência estrutural dos produtos do mercado externo).

O controle de inflação não significa mantê-la igual a zero, o que se busca é evitar período de aceleração permanente no crescimento dos preços, de manter a inflação em nível reduzido, mesmo atingindo taxas de 6% a 7% ao ano. (inflação é a queda do valor de mercado ou poder de compra do dinheiro. Porém, é popularmente usada para se referir ao aumento geral dos preços. Inflação é o oposto de deflação. Índices de preços dentro de uma faixa entre 2 a 4,5% ao ano é uma situação chamada de estabilidade de preços). Os índices de inflação são usados para medir a variação dos preços e o impacto no custo de vida da população. Cada um tem uma metodologia diferente, e a medição é feita por diversos órgãos especializados, como o IBGE, a FGV e a FIPE. Os índices são diversos tais como: IPCA, IGP-M, INPC, dentre outros.

A taxa de juros no que lhe diz respeito indica qual a percentagem a que se investe em capital numa unidade de tempo. Assim sendo, é caso para afirmar que a taxa de juro é o preço do dinheiro que se paga ao que se cobra por pedi-lo emprestado ou por emprestá-lo a uma dada altura, podendo ser fixa ou variável.

Nos últimos anos, o governo tem motivado o surgimento de novas empresas, indo do micro ao grande empresário. Os recursos oferecidos aos micros-empresários tem levados alguns a “ousar”. Com isso, o surgimento de empresas de grande porte, deixou de ser o foco somente dos grandes empresários.

Contudo, algumas empresas, não conseguem acompanhar esse circulo de informação, que vem por parte da MACROECONOMIA. Em alguns casos os juros, mal calculados no valor final do produto, têm levado muitos a perderem o controle do seu patrimônio.

Por outro lado, uma empresa onde foi elaborado um plano de conta eficiente, tem atingido seus objetivos, pois tem conseguido driblar os vilões que levam uma empresa ao fracasso. Embora a inflação esteja “controlada” é de suma importância estar atento a esse vilão que de forma significativa fica com parte daquilo que seria o lucro de uma empresa. Outro fator que algumas empresas utilizam e que é necessário estar atualizado é a moeda de cambio, pois de acordo com a cotação do dólar e do euro pode se estar perdendo dinheiro na hora da troca.

Sendo assim, tanto na abertura de uma empresa, organização, ou qualquer instituição financeira, considera-se aquilo que venha a influenciar o patrimônio dessa empresa, bem como o crescimento econômico no seu cotidiano. O controle das movimentações efetuadas ao longo do semestre será responsável pela continuação dessa empresa no mercado de trabalho de forma competitiva. (No Brasil, a taxa de juros básica é a taxa SELIC, que é definida pelo Comitê de Política Monetária (COPOM) do Banco Central, e corresponde à taxa de juros vigente no mercado interbancário, ou seja, é a taxa aplicada aos empréstimos entre bancos para operações de um dia (overnight) - operações estas lastreadas por títulos públicos federais).

A real visão da saúde da empresa mostra a verdadeira situação que a mesma se encontra, demonstrada através dos relatórios contábil, mostrando lucros e prejuízo acumulados, entrada e saídas, despesas com impostos, manutenção, folha, equipamentos e etc... Também índices de progresso e desenvolvimentos, para se buscar sempre a melhoria, tanto na compra de produtos e matérias primas de boa qualidade, com melhor e menores custos, vendendo qualidades e bons atendimentos, buscando sempre o diferencial.

O controle contábil tem por objetivo fundamental organizar e controlar todas as entradas e saídas, movimentações, custos e despesas, o que comprar e vender, de forma a mostrar e evidenciar aos seus usuários, fornecedores, investidores e bancos a sua situação, ou levar os mesmos a crer e apostar em uma idéia através de dados confiáveis e demonstrativos, proporcionando também a ampla visão de crescimento, de vendas e faturamento, organização estrutural e desenvolvimento da mesma, abrindo possibilidades e oportunidades para investimento e aplicação de novas estruturas para atender as novas necessidades.

Devemos abrir os olhos e dar a atenção necessária a esses itens, pois os mesmos são ferramentas para a aplicação de recursos escassos e confiabilidades de grande valor para os seus usuários. (A função controlar consiste em averiguar se as atividades (Projetos atividades) efetivas estão de acordo com as atividades e seus projetos originais, que foram planejadas).

A importância do controle foi fundamental para as tomadas de decisão da empresa, onde se manteve em crescimento em meio a um mercado competitivo, investindo de forma correta em qualidade de produto, inovação, contentamento do cliente e o pagamento das parcelas dos valores financiados.

Vivemos em uma época onde o desemprego tem atingido quase 6%. Isso nos leva a pensar nas gerações futuras. O que se falta para que esse número abaixe? O que o governo tem feito pra reduzir essa taxa? Nem sempre o fator é a falta de vagas, mas sim, a falta de mão de obra qualificada para determinadas áreas.

A competitividade é o combustível que move uma empresa, motivando-a a investir em tecnologia, equipamentos modernos e na satisfação de seus clientes. Algumas se espelham em outras empresas trazendo pra dentro de si aquilo que já é sucesso, inovando e tendo sempre produtos que chame a atenção de seus clientes.

Hoje vemos as entidades investindo cada vez mais não só em preparação seu funcionário, e sim no bem estar dele. Vemos cada vez mais a gestão social envolvida no convívio cotidiano desse profissional.

O profissional qualificado é alvo das grandes empresas, e essas mesmas empresas desenvolvem o plano de gestão social interna oferecendo cursos preparatórios para funcionários de destaques. Um bom ambiente de trabalho com plano de carreira, plano de saúde incluso e com boa remuneração tem sido o objetivo desses profissionais com melhor qualificação.

A gestão social externa refere-se ao ônus das externalidades negativas ao meio ambiente (poluição, uso de recursos naturais, etc), a sociedade (demissões, comunidade ao redor da empresa) e aos seus consumidores (segurança e qualidade do produto).

Na gestão social cidadã a empresa inseri-se socialmente na comunidade, promove o desenvolvimento social e atua no campo da cidadania, mediante ações de filantropia e a implementações de seus projetos sociais. Neste estágio a empresa desenvolve ações sociais que extrapolam o âmbito da comunidade local e que se estendem à sociedade como um todo