Trabalho Completo Contabilidade Etapa 1

Contabilidade Etapa 1

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Ciências

Enviado por: Mayra027 09 junho 2013

Palavras: 1724 | Páginas: 7

Objetivo da Contabilidade

A contabilidade é um sistema de informação e avaliação que visa ver as demonstrações e análiseseconômica, financeira, física podendo assim ver a produtividade de seus usuários, usando técnicas de ajustes e na emissão de relatórioso que compreenderegistros, demonstrações, análises, diagnósticos e prognósticos, expressos sob a forma de relatos, pareceres, tabelas, planilhas e outros meios.

Podemos então resumir os objetivos da contabilidade da seguinte forma:

 Organizar, classificar e registrar todos os eventos ocorridos nas atividades da empresa;

 Permitir o controle administrativo e o fornecimento de informações precisas e atuais para os diversos usuários, tais como os acionistas ou cotistas, investidores, credores, funcionários, sindicatos e fiscais;

 Medir e informar periodicamente a evolução do patrimônio das entidades;

 Medir e informar regularmente o resultado econômico das atividades ocorridas em certo período;

 Controlar os bens, direitos e obrigações das entidades;

 Emitir periodicamente as demonstrações contábeis para uso de diversos usuários;

 Atender todas as exigências fiscais e tributárias, apurando e informando o valor devido dos diversos tributos em cada período.

A não utilização da informação contábil pode gerar grandes problemas como:deficiências na estrutura do modelo informativo; limitações do próprio usuário;baixa credibilidade por parte dos usuários;linguagem inadequada nas demonstrações contábeis.

Desta maneira, podemos concluir que acontabilidade estuda o patrimônio em suas variações quantitativas, tratando das funções, dos cálculos, dos registros e análises destas variações. Seu objetivo é revelar como se encontra e identificar quais os fatores que proporcionaram mutações. Fornecendo assim, informações úteis à tomada de decisões das empresas.

O dever de demonstrar a situação do patrimônio e o resultado do exercício de forma clara e precisa, e rigorosamente de acordo com os conceitos, princípios e normas básicas é da contabilidade. O resultado apurado deve ser economicamente exato.

Semelhanças Existentes na Vida Financeira Particular e de Uma Empresa.

Mayra Santos Teixeira

Em relação à minha vida financeira pessoal com a de uma empresa pra mim existem vários pontos em que podemos dizer que são iguais e outros com pequenas diferenças.

Em uma dessas semelhanças podemos citar o fluxo de caixa, baseando no que temos a receber e a pagar, tentando manter o controle financeiro. Podemos citar também os investimentos, pois uma empresa sempre tem sua visão no futuro, e esses são necessários para que lá na frente esse recurso nos gere lucro. Já a vida pessoal financeira de uma pessoa há investimentos, mas são outros tipos, sejam em um investimento imobiliário, aplicações bancárias ou em investimento profissional, como faculdade, cursos e especializações. As Receitas são um ponto onde há muita semelhança e pequenas divergências entre empresas e a vida pessoal. Ao passo que nós temos geralmente uma só fonte de renda, as empresas se munem de vários clientes sejam eles outras empresas ou até mesmo o consumidor final.

As entradas se dão uma ou duas vezes ao mês para nós Pessoa Física, já para a Pessoa Jurídica essas entradas podem variar conforme os acordos entre a empresa que fornece o produto ou serviço e o cliente. Isso influi no pagamento das contas que não podem deixar de ter um controle rigoroso para ambos os lados. As Despesas são outro ponto onde existem poucas diferenças, em geral tanto a empresa quanto a pessoa física pagam despesas básicas de energia elétrica, água, internet e telefonia. Os fornecedores são quem causam a pequena diferença, e que no nosso caso podem ser considerados até mesmo uma loja de roupas ou o supermercado, que são fatores importantes para podermos produzir.

Enquanto precisamos estar vestidos e alimentados para produzirmos no mercado de trabalho as empresas necessitam de matéria-prima para gerar lucro. Os Impostos, estes não só se assemelham como se complementam, enquanto as Receitas e as despesas podem ser de uma ou várias fontes, os impostos sempre são pagos seja ao município, estado ou a união. De forma mais limpa, as empresas nada são, além de pessoas, porém jurídicas, que tem basicamente muitas de nossas necessidades e obrigações, possuem o mesmo objetivo que é lucrar, pois da mesma forma a empresa que não lucra está obviamente com prejuízo, nós quando gastamos mais do que ganhamos ficamos devendo.

A Minha Vida Financeira Comparada Com a de Uma Empresa.

A contabilidade surgiu com o intuito apenas de um controle dos bens pessoais, quando não se existia nem papel e todos os “relatórios” eram feitos em pedras. Hoje a contabilidade auxilia na administração de bens de nações.

Em nosso cotidiano sem nos darmos conta sempre estamos fazendo o uso dela, como no simples somar das contas que temos à pagar.

A administração doméstica não se difere muito das grandes empresas. Tanto nós cidadãos quanto as empresas temos como objetivo em comum a redução de custos desnecessários e aumento do capital para a aquisição ou não de novos bens, a usamos como auxílio para estarmos sempre prestando contas ao governo através da declaração do imposto de renda, por exemplo, o controle de estoque também é um ponto em comum.

Mesmo com os resultados se diferenciando em termos de valores a fórmula é basicamente a mesma.

A casa é como uma empresa por tanto no final de cada mês devemos fazer um balanço para verificar se não estamos trabalhando no vermelho, gastando mais do que ganhando. Esta simples atitude evita surpresas negativas e nos dará a oportunidade de identificar para onde está indo o dinheiro das horas trabalhadas e corrigir eventuais excessos.

Semelhanças entre as entidades Indivíduo / Empresa

Vanessa Ramos Donato

A utilização de recursos financeiros para demonstração de resultados, sendo eles favoráveis ou não, é de extrema relevância para controle de despesas, custos, investimentos, dentre outros. Essa necessidade se faz não apenas nas entidades jurídicas, mais físicas também. E ao descobrir que nossas finanças podem ser realizadas por nos mesmo, é sem sombra de dúvidas estonteante.

Hoje particularmente, utilizo alguns métodos simples para mensurar exatamente onde está sendo utilizado meu dinheiro. Primeiramente, realizo mensalmente lançamentos em uma planilha, especificando e as classificando, de modo que consigo identificar o maior percentual utilizado. Essa foi uma maneira que encontrei de melhorar minha vida financeira, e controlar as receitas a fim de garantir algum beneficio em longo prazo. Exemplo: Mês passado, mediante essa planilha, obtive os seguintes resultados: 25% moradia (aluguel); 10% despesas (agua, luz, telefone, TV por assinatura); 20% necessidades básicas (alimentação, higiene pessoal, roupas); 15% educação (faculdade, livros, cursos), 5% saúde (dentista, plano médico), 10% despesas de deslocamento (combustível motocicleta) e 15% Investimentos (aplicação em conta suscetível a elas. poupança). Dessa forma, identifiquei onde está sendo utilizada a maior parte de meu dinheiro, ou seja, moradia e necessidades básicas. Essa analise pode me ser muito útil, pois a partir dela consigo realocar meus gastos, verificando onde devo reduzi-los.

Outra maneira que utilizo, e que acredito ser muito parecido com a vida financeira de uma empresa, é a conciliação bancária, pois boa parte das minhas contas é realizada eletronicamente. Portanto, se faz necessário sempre o controle do dinheiro que possuo no banco, pois mesmo com tais controles especificados acima, urgências acontecem e sempre estamos suscetíveis a elas.

A Contabilidade de Minha Vida.

Waldênia Andrade de Lima Santos

Observei que senão organizasse a minha vida financeira como a de uma empresa literalmente eu iria à falência.A vida domestica tem tanto ativo passivo, não da pra deixa pra pagar uma conta no mês seguinte, sem que os juros sejam altos.

Notei que depois de aplicar à contabilidade na minha vida as coisas ficam melhores, hoje sei que um centavo faz toda a diferença.Hoje tenho uma pasta organizadora com as contas a pagar e a receber, vejo qual seria a taxa de juro caso decida compra a prazo ou a vista.

A vida domestica não e diferente de uma empresa tem as mesmas obrigações só que numa demanda menor, temos que recolher impostos, pagar aluguel, agua, luz e telefone.

Também há as diferença das despesas fixas e as despesas variáveis, temos os mesmo objetivos ter lucro no final do mês e pagar todas as contas.

Vivemos num mundo onde a contabilidade envolve tudo e todos, pois as finanças estão em tudo que compramos e no que planejamos comprar.

Vejo muitas pessoas com a vida financeira totalmente desregulada por pensarem não tem nada haver controlar as finanças com a contabilidade. Pessoas com um pensamento assim acabam não honrando com os seus compromissos em dias.

A Importância da Contabilidade na Gestão das EmpresasEntrevista.

Entrevistado: Empresário Eduardo Schimeted

Empresa: Schimeted Veículos

1- A Contabilidade da sua empresa é feita interna ou externa?

Externa.

2- A Contabilidade é importante na Gestão da sua Empresa? Descreva?

Sim, a contabilidade é importante na gestão de minha empresa, pois ela me fornece números importantes que demonstram o que eu tenho para pagar, comparado com o que tenho a receber, resultando no lucro final.

3- Quais as informações que você obtém através da contabilidade da sua empresa?

Vários como: impostos que tenho a recuperar; custos de matéria-prima; investimentos; gastos internos e faturamento bruto final.

4- Você vê benefícios que a contabilidade tem proporcionado a sua empresa? Quais?

Vejo. O principal benefício que a contabilidade me oferece, é analisar minhas despesas fixas, e deixa-las com o menor custo possível.

5- Que tipos de relatórios contábeis são utilizados na sua empresa?

No começo usávamos o balanço patrimonial,mas com o tempo vimos que ele era inadequado pelas quantidades de lançamentos que fazíamos. Depois passamos a usar o balanço só que apresentavam as contas do ativo,passivo e patrimônio liquido, porém faltavam as contas como despesas,custos e receitas. Hoje usamos o balancete que é completo, pois demostra toda a contabilidade da minha empresa.

6- Você compreende o balanço da Empresa?

Compreendo.

7- Tem algumas sugestões para que a empresa desenvolva uma melhor gestão empresarial com a participação da Contabilidade?

A empresa sempre busca melhorias, porém como a contabilidade de minha empresa é terceirizada, trocamos informações com o escritório contábil, mantendo o balanço estável durante o período.

8- Você contrataria uma empresa externa para fazer Auditoria das suas demonstrações financeiras?

Sim. Pois uma auditoria interna é passível de manipulação e o relatório final passa a ser não confiável

9- Caso a Auditoria encontrasse alguns erros como seria tratada?

Os erros seriam todos levados em consideração, e a empresa iria corrigi-los da melhor, e mais rápida maneira possível.

10- Você aconselharia a Contabilidade para as empresas que estão começando? Por quê?

Não aconselharia para as novas empresas de pequeno porte, pois a contabilidade é muito rígida e ela tem que ser aplicada de forma integra. Sendo a carga tributária do pais muito grande, as empresas que possam vir a surgir de pequeno porte, ME ou EPP, teriam que aumentar gradativamente o capital inicial para começar a trabalhar com a contabilidade aplicada.

Referências

Objetivo da Contabilidade, disponível em:https://docs.google.com/open?id=0B9r14r4nyLDpYU5HRE1FQ1pCX2s – Acesso em 30 de setembro, 2012.