Trabalho Completo Etica

Etica

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Outras

Enviado por: stefenix 11 junho 2013

Palavras: 2804 | Páginas: 12

UNIDERP - UNIVERSIDADE ANHAGUERA

TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA

ÉTICA E RELAÇÕES HUMANAS NO TRABALHO

FABIO ANTONIO LOPES / RA - 357983

LEANDRO DE SOUSA MORAES / RA -369975

PATRICIA ALEXANDRE DA SILVA / RA – 363622

RAQUEL DE ARAUJO CARVALHO / RA -352225

STEFANIO SOUSA FELIPE / RA - 355312

STENIO SOUSA FELIPE / RA - 355308

PROFESSOR: DANTE BONETTI DE FREITAS

ARAGUAINA – TO

03/06/2012

ETAPA 1

Falta de ética no trabalho.

Em uma grande empresa onde existem centenas de colaboradores que visam zelar pelo nome da empresa e sucesso da equipe, um determinado “colaborador” que trabalha no setor de compras, faz um acordo com um dos fornecedores para que eles emitam uma nota fiscal da mercadoria bem acima do valor real para que ele possa receber a diferença do valor, isso em acordo com o fornecedor que aceita a proposta, desde que, ele possa assim, também ganhar com o acordo.

Quando um novo colaborador começa a trabalhar no mesmo setor e descobre o acordo, ele também é “comprado” e começa a ter parte no esquema assim tornando-se antiético.

Soluções aplicáveis para resolução do problema.

Para que esta situação não ocorra, é necessário que a empresa mostre sua índole e elabore treinamentos que possa expressar o quanto é importante manter a honestidade e ética no trabalho, pois só assim todos verão o quanto a empresa é seria e voltada para o bem estar do funcionário e da própria empresa em questão.

O colaborador tem que se preocupar com seu futuro e com seu desenvolvimento profissional e pessoal, visando seu crescimento com honestidade; sendo com a empresa ou com o colega de trabalho.

E em relação a um novo colaborador, assim que o mesmo entrar na empresa mostrar as regras que são mantidas pela empresa, para que o mesmo não acabe sendo levado por propostas inadequadas e tendo uma conduta antiética.

ETAPA 2

Identifique com sua equipe o conjunto de conceitos (palavras-chaves) que seu mapa abordará, baseando-se nas perguntas abaixo:

1. O que é ética? Caráter; modo de agir; valor; cultura; equilíbrio e bom comportamento.

1.1 O que é moral? Interioridade do ato humano; modeo de ser; conjunto de regras.

1.2 O que é a lei? Regra de conduta humana;

1.3 Quais as diferenças e semelhanças entre si (ética moral e lei)?

Ética pode encontrar-se com a moral, pois a suporta, na medida em que não existem costumes ou hábitos sociais completamente separados de uma ética individual. Da ética individual se passa a um valor social, e deste, quando devidamente enraizado numa sociedade, se passa à lei. Assim, pode-se afirmar, seguindo este raciocínio, que não existe lei sem uma ética que lhe sirva de alicerce Para o Direito Moral é um conjunto de regras no convívio. O seu campo de aplicação é maior do que o campo do Direito. Nem todas as regras Morais são regras jurídicas. O campo da moral é mais amplo. A semelhança que o Direito tem com a Moral é que ambas são formas de controle social.

Faça uma pesquisa nos sites abaixo sobre os conceitos acima relacionados e monte pares desses conceitos, com a finalidade de estabelecer relações entre eles. O que é Ética? O que é Moral?

A ética pode ser o estudo das ações ou dos costumes, e pode ser a própria realização de um tipo de comportamento. A ética se distingue de outros ramos do saber, ou de outros estudos de comportamentos humanos, como o direito, a teologia, a estética, a psicologia, a história, a economia e outros. Especificamente ética parece ser absolutamente fundamental.

Os costumes mudam e o que ontem era considerado errado hoje pode ser aceito. Quem se comportasse de maneira discrepante, divergindo dos costumes aceitos e respeitados, estaria no erro, pelo menos enquanto a maioria da sociedade ainda não adotasse o comportamento ou costume diferente. A Moral identifica um modo de agir humano, regido por normas e valores, por hábitos e costumes. A moral se relaciona com o comportamento prático do homem. Ética é princípio; moral é conduta específica.

A ética, como morada humana, não é algo pronto e construído de uma só vez. O ser humano está sempre tornando habitável a casa que construiu para si. Ético significa, portanto, tudo aquilo que ajuda a tornar melhor o ambiente para que seja uma moradia saudável: materialmente sustentável psicologicamente integrada e espiritualmente fecunda. A ética não se confunde com a moral. . Ética é permanente, a moral é temporal.

A moral é a regulação dos valores e comportamentos considerados legítimos por uma determinada sociedade, um povo, uma religião, certa tradição cultural etc. Há morais específicas, também, em grupos sociais mais restritos: uma instituição, um partido político. Há, portanto, muitas e diversas morais. Isto significa dizer que uma moral é um fenômeno social particular, que não tem compromisso com a universalidade, isto é, com o que é válido e de direito para todos os homens. Ética é universal, a moral é cultural;

A moral tem um caráter, prático imediato, restrito, histórico e relativo, a Ética e a reflexão filosófica sobre a moral, procura justificar a moral,o seu objeto é o que guia a ação. Apesar de terem um fim semelhante: ajudar o Homem a construir um bom caráter para ser humanamente íntegro; a ética e a moral são muito distintas. Ética é teoria; moral é prática.

ETAPA 3

Etapa 3

1 ) Por que a ética nos negócios?

Porque a ética é o fator principal em todas as negociações, e em toda boa organização deve haver uma responsabilidade moral e social, desta forma distinguir o que é aceitável entre o meio social, aqui vemos o respeito a todos os princípios comportamentais que não podem ser alterados pela corporações ou por indivíduos.

Nas empresas a ética defini o plano final de uma gestão, baseado em princípios morais para se ter resultados positivos.

1.1) Quais os benefícios que uma empresa obtém através da ética nos negócios?

Os benefícios são vários, os interesses são priorizados, as pessoas sendo elas formadoras de grupo ou não, gera-se uma credibilidade e confiança entre a empresa e seus clientes.

Através da ética os consumidores finais passam a serem fieis aos negócios e poderosos instrumentos de marketing.

1.2) É possível que as empresas éticas consigam obter lucros com essa prática?

Com certeza é possível ter muito lucro com esta atitude, pois com ela todos os clientes e possíveis fornecedores passam a respeitar de verdade tal empresa.

FORD É RECONHECIDA COMO UMA DAS EMPRESAS MAIS ÉTICAS DO MUNDO

A Ford Motor Company através da sua visão moral e ética ver muito mais além de produtos bons e robustos, fazer um mundo melhor e cheio de pessoas comprometidas com a ética, com responsabilidade social entre outras práticas honrosas.

Hoje vemos a preocupação de muitas empresas com relação ao comportamento ético, aFord é um ótimo exemplo de corporação comprometida com isto, sua sustentabilidade vai além de sua gestão produtiva. Pois passou nos testes criteriosos como o código de ética , histórico de litígios, e práticas de sustentabilidade.

ÉTICA E VALORES NAS EMPRESAS:

EM DIREÇÃO ÀS CORPORAÇÕES ÉTICAS

O texto mostra o movimento de responsabilidade social empresarial tem demonstrado de maneira inequívoca os benefícios obtidos pelas empresas que adotaram uma gestão ética, fala também que no mundo de hoje a é pouco ético.

Grandes empresas hoje são ética ou não é muito difícil, mostrando apenas não o tamanho delas e a sua expressão no mercado e sim o seu valor e seu modo de ser e agir, assim sendo fala que deves ser ético ou não tanto na sua vida pessoal (sociedade) quanto profissional.

Fala também o texto a varias pesquisas mostrando valor e ética e o que ela pode mudar na sua vida e mostra que a aprendizagem é constante.

Há uma relação direta entre a evolução das empresas, a evolução dos seres humanos, a evolução de valores e o surgimento da ética. Pessoas imaturas não podem ser éticas. Empresas imaturas tampouco. Elas podem trabalhar no sentido de se tornarem éticas, mas não podem ser éticas sem amadurecer.

Nela, você vai observar a relação existente entre a ética e a maturidade das pessoas e das empresas, as fases do processo de aprendizagem, a importância da emoção e da confiança mútua entre dirigentes e funcionários e a transformação a partir do envolvimento de todos com os valores da organização.

PHILIPS É ELEITA UMA DAS EMPRESAS MAIS ÉTICA DO MUNDO

O texto mostra que a empresa pode ser ética hoje não só apenas nos requisitos legais e sim mostrando o valor pelos seus funcionários com suas responsabilidades social, sustentabilidade e modo de agir no mundo dos negócios com ética.

Ética é um dos valores que norteiam a tomada de decisões em todos os negócios da Philips. O Ethisphere Institute considera como empresas éticas aquelas que vão além e superam os requisitos mínimos legais, apresentam ideias inovadoras para aumentar o bem-estar das pessoas e trabalham na redução das emissões de carbono, destacando-se frente à concorrência do setor. O instituto Ethisphere publica anualmente a lista das empresas mais éticas do mundo, conhecida em todo mundo como Worlds Most Ethical Companies RankingTM.

Os três textos relacionam-se com a ética nos negócios, as ações mostradas são parecidas, como tais empresa são na intriga, suas formas de gestão e governo moral, suas preocupações com a mudança e sustentabilidade.

Há uma necessidade em ser competente em relação a seus serviços morais, vemos um estabelecimento de conceitos que geram respeito maior pela valorização moral.

.

ETAPA 4

1 Conceito de responsabilidade social.

Responsabilidade Social é o reconhecimento presente nos cidadãos, individualmente e em conjunto, dos seus deveres para com a comunidade em que vivem e a sociedade em geral. Este conceito se fundamenta no princípio de que, em maior ou menor grau, as ações individuais sempre têm algum impacto (positivo ou negativo) na vida de outros cidadãos e da coletividade. Assim, a Responsabilidade Social concretiza-se por meio da tomada de atitudes, comportamentos e práticas positivas e construtivas, que contribuem para preservar e melhorar o bem-comum e elevar a qualidade de vida de todos. Quando aplicada às empresas, a expressão também é sinônimo de Responsabilidade Social Corporativa

1.1 Os stakeholders envolvidos nesse processo

Grupos de interesses ou stakeholders

As partes interessadas ou stakeholders são qualquer grupo dentro ou fora da organização que tem interesse no desempenho da empresa. Há uma tendência cada vez maior em se considerar stakeholder quem se julgue como tal, em cada situação. A empresa deve procurar fazer um mapeamento dos stakeholders envolvidos, conforme a figura .

A responsabilidade social interna focaliza o público-interno da empresa, seus empregados e seus dependentes, ou seja, os beneficiários internos da empresa, sem os quais a organização não pode sobreviver. Por outro lado, a responsabilidade social empresarial externa procura atuar na sociedade na qual a empresa está inserida, junto a todos os seus públicos ou beneficiários externos (fornecedores, clientes atuais, potenciais clientes, opinião pública, governo, sociedade, etc.) e, conseqüentemente, a empresa obtém maior visibilidade e admiração frente a públicos relevantes para sua atuação.

As relações construídas com os públicos interno e externo, de forma a satisfazer as suas necessidades e interesses, gerando valor para todos, asseguraram a sustentabilidade em longo prazo dos negócios, por estarem sincronizadas com as novas dinâmicas que afetam a sociedade e o mundo empresarial. Este envolvimento da organização na prática da responsabilidade social gera sinergias, precisamente com os públicos dos quais a empresa depende, fortalecendo o seu desempenho global. Uma empresa adquire o “status” de empresa-cidadã quando atua em ambas as dimensões (responsabilidade empresarial interna e externa).

As partes interessadas ou stakeholders são qualquer grupo dentro ou fora da organização que tem interesse no desempenho da empresa. Há uma tendência cada vez maior em se considerar stakeholder quem se julgue como tal, em cada situação. A empresa deve procurar fazer um mapeamento dos stakeholders envolvidos, conforme a figura 2.

1.2 Como implantar o processo de responsabilidade social no ambiente de trabalho.

Para que o processo se estruture de maneira sólida, ele deve estar integrado aos rituais de planejamento da empresa. O diagnóstico das oportunidades e ameaças em sustentabilidade empresarial deve alimentar o diagnóstico de planejamentoestratégico da empresa e as ações e medidas a serem implementadas devem ser planejadas simultaneamente às ações designadas nesse planejamento estratégico. Para que a mudança na organização seja efetiva, o processo deverá estar totalmente integrado aos processos já existentes e não correr no paralelo. A estruturação da empresa para essa mudança exige esforços de toda a corporação, porém, torna-se cada vez mais evidente que esses esforços resultam em recompensas para a organização. Entre os dirigentes organizacionais, cresce a percepção de que a incorporação dos conceitos de

responsabilidade social nas relações com os diversos públicos de interesse pode implicar melhorias no desempenho empresarial.Com relação ao público interno – a grande vantagem competitiva das empresas –, pode-se observar um

maior nível motivacional, menores índices de turnover e atração de novos talentos. Com relação à cadeia de fornecimento, há possibilidade de geração de parcerias duradouras,

de longo prazo,criando uma visão compartilhada do negócio. Uma empresa ambientalmente responsável tem potencial de redução, reutilização e reciclagem de materiais, o que impacta significativamente na eco-eficiência e suscita ambientes

participativos e mais criativos, com o uso de alternativas inteligentes de consumo. Além disso, uma gestão socialmente responsável pode agregar valor à marca, que

vai além do produto tangível, associando a ela valores positivos, gerando relacionamentos mais duradouros com consumidores e impactando em imagem e vendas. A idéia central da iniciativa é construir, gradualmente, uma rede de relações capaz de agregar um valor diferenciado à empresa e a seus diversos públicos, ao mesmo tempo em que considera questões relevantes para a sociedade contemporânea

Trata-se de construir uma gestão que envolva os diferentes níveis hierárquicos da organização com o comprometimento de minimizar causas e impactos de questões

que afligem a sociedade contemporânea (no caso brasileiro – geração de empregos, melhoria na distribuição de renda,

erradicação do trabalho infantil, educação, dentre outras), contribuindo para a formulação e o controle de políticas públicas, integrando grupos de trabalho com diversos outros atores sociais e contribuindo de forma complementar a partir

do conjunto de competências corporativas disponíveis. A mudança nada mais é que fazer tudo aquilo que já se faz, mas de um jeito diferente, sustentável.

1.3 Certificações para empresas socialmente responsáveis

A certificação social introduziu no mercado uma visão humanista e ética ao segmento

empresarial: Surgiu como uma resposta das empresas às percepções do consumidor em

relação a importância de problemas sociais globais emergentes tais como o trabalho infantil,

os direitos do trabalhador, a discriminação, meio ambiente, etc..A SA8000 é uma série de

padrões e um sistema do registro da responsabilidade social potencial global, incorporada que

fornece um padrão do tratamento social responsável aos trabalhadores. Este artigo explora

como a adoção da SA8000 pode beneficiar nas atividades de uma empresa.

A Responsabilidade Social Empresarial pode ser interpretada pela maneira que a

empresa opera com relação às expectativas da sociedade em termos de respeito à lei, aos

valores éticos, às pessoas, à comunidade e ao meio ambiente.

A certificação social aplica normas de responsabilidade social às empresas. O número

de empresas que estão adotando como fator estratégico de sucesso a certificação social tem

aumentado nos últimos anos devido às pressões de clientes, fornecedores, empregados entre

outros grupos.

1.4 Marketing social.

Marketing Social é a gestão estratégica do processo de inovações sociais a partir da adoção de comportamentos, atitudes e práticas individuais e coletivas, orientadas por preceitos éticos, fundamentados nos direitos humanos e na equidade social.

O termo é empregado para descrever o uso sistemático de princípios e técnicas orientadas para promover aceitação de uma causa ou idéia. Tem como objetivo principal transformar a maneira pela qual um determinado público-adotante percebe uma questão social e promover mudanças comportamentais visando melhorar a qualidade de vida de um segmento populacional.

O Marketing Social apropria-se de conhecimentos e técnicas mercadológicas, adaptando-se à promoção do bem estar social. Trabalha-se com objetivos claramente definidos, metas mensuráveis, pesquisas e avaliações quantitativas e qualitativas, além de desenvolvimento de tecnologias sociais para segmentos específicos. Busca posicionar na mente dos adotantes as inovações sociais que pretende introduzir, implementa estratégias, cria, planeja e executa campanhas de comunicação para satisfazer necessidades que não estão sendo atendidas, estabelecendo novos paradigmas sociais.

“Até que ponto um tecnólogo em logística precisa compreender a ética e seus

Princípios como norteador das ações que o diferenciam no mercado de trabalho?

O tecnólogo em logística deve está atento e bem informado sobre as mudanças existentes no conhecimento no direito, sendo que a ética e a moral andam juntos para melhorar toda sociedade. Haverá sucesso todo profissional que não negligenciar tais comportamentos, buscar sempre mais compromisso social e tentar mudar outras vidas no mercado de trabalho. Capacitar-se e aprimorar seus conceitos, sempre respeitando pessoas e empresas, estabelecendo metas de conduta e boas maneiras.

Os profissionais que voluntariamente trabalham devem assumir suas responsabilidades como se tivessem recebendo seus direitos e remunerações, assim existe um verdadeiro sentido de profissionalismo. Fazer aquilo que precisa mesmo não sendo sua responsabilidade.

Um dos segredos do profissionalismo é ser correto independente do momento, tem em mente não o momento de agir certo, mas age independentemente do horário de serviço.

Até muitas oportunidades de serviço aparecem se o profissional se empenha em melhor todos os dias, está apto a apreender mais, fazendo o que é bom pra você e para outros profissionais.

Etapa 4