Trabalho Completo Historia Da Segurança Do Trabalho

Historia Da Segurança Do Trabalho

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Outras

Enviado por: andrevitoria 28 outubro 2012

Palavras: 6343 | Páginas: 26

PROJETO DE INTEGRAÇÃO DE FUNCIONÁRIO

Conteúdo Programático de Integração do Funcionário.

Introdução.

A partir de agora, você faz parte da família TECSEG, o que é muito importante para todos nós.

Sua integração será feita por meio de 4 etapas.

1º - Segurança do trabalho.

2º - Saúde do Trabalho.

3º - Plano de Sugestões.

4º - Qualidade total Tecseg, que contém a nossa cultura do comprometimento, além de palestras ministradas pelo nosso Departamento de Recursos Humanos - DRH e orientações de seu superior imediato e de colegas de trabalho.

Esta integração tem por objetivo mostrar-lhe nossa Política de Recursos Humanos e como o nosso Departamento de Recursos Humanos – DRH está estruturado para aplicá-la.

Informações sobre remuneração e benefícios, normas de trabalho, suas responsabilidades, algumas dicas e canais de comunicação.

Atenção.

Conheça seus direitos e deveres, utilize-o quando precisar.

Desejamos-lhe sucesso e esperamos, que com empenho, força de vontade, conhecimentos e habilidades somados ao apoio da Tecseg, você venha atingir seus objetivos profissionais e pessoais.

Seja bem-vindo!

História da empresa.

A Tecseg foi fundada em 2000, quando iniciou a fabricação no Brasil de seus produtos de segurança ao colaborador no seu dia a dia de trabalho.

Com área coberta de 5000 m², 2 filiais nas principais cidades do país, para vendas e assistência técnica, e emprega em torno de 1000 funcionários.

Compromissos, mantendo a parceria que sempre existiu entre a Tecseg.

A grande fabricante de equipamentos de segurança no trabalho, juntou - se com a Proteção Total, maior fabricante de produtos na área se proteção ao colaborador.

Amplos contratos de transferência de tecnologia e de representação comercial, firmados entre ambos.

As empresas asseguram a atualização tecnológica de nossos engenheiros e técnicos, bem como dos produtos que são e virão a ser fabricados.

Política de recursos humanos.

A política de Recursos Humanos da Tecseg tem por objetivo.

Proporcionar um ambiente de trabalho harmonia onde os funcionários sintam prazer em trabalhar e encontrem reconhecimento e segurança, de modo que possam se desenvolver profissional e pessoalmente.

A Tecseg oferece treinamento adequado, proporcionando, sempre que possível, o aproveitamento interno no preenchimento das vagas existentes e oferecendo salários, benefícios e distribuição de lucros compatíveis com os resultados da empresa e as práticas de mercado de seu segmento industrial.

A Tecseg entende que esta é a principal maneira de um profissional obter, com seu trabalho, satisfação pessoal e recompensa material, ao longo do tempo.

A Política de Recursos Humanos da Tecseg é executada por meio de seu Departamento de Recursos Humanos, o qual está estruturado em quatro setores.

Recrutamento, seleção e desenvolvimento de pessoal, este setor visa preencher as oportunidades de trabalho existentes na empresa, por meio de recrutamento interno ou externo.

O processo de seleção leva em consideração o aproveitamento interno, Aproveitamento de funcionários capacitados ou com potencial de crescimento.

Qualquer funcionário que se julgar habilitado a preencher uma vaga disponível, desde que atenda às exigências mínimas para aquele cargo, poderá candidatar-se ao processo de seleção, concorrendo com outros funcionários que tenham se candidatado e com eventuais candidatos externos, quando for o caso.

Neste setor é planejado, executado e controlado o Programa de Treinamento da Tecseg, o qual é ministrado, utilizando-se dos recursos avançados.

Para acompanhar o desenvolvimento profissional dos funcionários, a Tecseg mantém um Banco de Recursos Humanos onde estão cadastrados todos os funcionários e suas qualificações obtidas interna ou externamente.

Administração de pessoal e benefícios.

Neste setor são administrados todos os registros e controles de cada funcionário, benefícios e serviços que a Tecseg oferece e também aplica aqueles decorrentes de legislações pertinentes.

Administração de cargos e salários.

Este setor administra a política e a estrutura de cargos e salários dentro de modernas técnicas administrativas. Sua atualização é feita periodicamente por pesquisas próprias ou conduzidas em parceria com outras empresas, procurando manter um equilíbrio entre os salários pagos, para os diferentes cargos de seu quadro de pessoal, e os salários médios de mercado, e aplicando o acordo, dissídio da categoria. Buscando a melhoria a cada dia de trabalho ao colaborador, sendo assim, buscando também um aumento significativo de produção podendo atender todo um grupo de clientes.

Remuneração e benefícios.

O pagamento do salário é creditado em conta bancária e realizado duas vezes por mês, da seguinte forma.

Agência bancária indicada pelo funcionário.

No dia 20 de cada mês, o adiantamento quinzenal que compreende um total de 40% do salário, e, mais prêmio nos casos dos funcionários comissionados.

No quinto dia útil de cada mês será realizado o pagamento mensal.

FGTS.

A empresa deposita mensalmente um valor equivalente a 8% dos vencimentos mensais em uma conta vinculada na Caixa Econômica Federal.

O saldo é corrigido mensalmente e você poderá utiliza - lo conforme legislação específica.

Adiantamento 13º Salário.

Por ocasião do gozo das férias, entre os meses de janeiro e novembro de cada ano, caso o empregado tenha solicitado, receberá metade do salário como adiantamento de 13º salário.

Férias mais 1/3 do valor.

Após 12 meses de serviço, o colaborador terá direito a férias que deverão ser concedidas, a critério da empresa, nos 12 meses subsequentes ao período aquisitivo.

Salário família.

O Salário Família é concedido ao funcionário com filhos de até 14 anos de idade ou inválidos, sendo as condições estabelecidas pelo INSS.

Vale transporte.

O Vale Transporte é concedido ao funcionário que utiliza o sistema de transporte coletivo, quando o transporte de pessoal próprio da empresa não estiver em operação.

PLR - Participação nos lucros e resultados.

Uma Participação nos lucros e resultados é concedida a todos os funcionários, com pagamento no mês de janeiro a março do decorrente ano, desde que haja lucro e os indicadores eventualmente acordados sejam atingidos, de acordo com o plano vigente em cada período.

Ausências legais.

3 dias corridos nos casos de falecimento do cônjuge, de familiares, como:

• pai,

• mãe,

• filhos,

• sogro, sogra, etc.

5 dias corridos em virtude de casamento.

5 dias corridos nos casos de nascimento de filho dado ao pai.

1 dia por ano para doação de sangue devidamente comprovada por autoridade competente.

2 dias para o fim de alistamento eleitoral.

No período de tempo em que tiver que cumprir as exigências do serviço militar.

Assistência médico hospitalar.

A Tecseg mantém convênios com entidades especializadas em assistência médica, odontológica com extensa rede de ambulatórios e hospitais em todo o país.

Em caso de estar em locais não abrangidos pelo convênio,

você será reembolsado pelas despesas realizadas em clínicas ou consultórios, somente nos atendimentos de urgência e emergência e desde que compatíveis com o padrão de atendimento do convênio médico da empresa.

Auxílio alimentação.

A Tecseg paga mensalmente uma importância equivalente ao valor de uma cesta composta de produtos de primeira necessidade, sob a forma de tíquete alimentação.

Esse benefício também é concedido a funcionários em férias, licença maternidade e para os afastados por doença ou acidente de trabalho, salvo se o período de afastamento for superior a 180 dias.

Medicamentos.

Os medicamentos receitados ao funcionário pelo convênio médico da Tecseg, ou pela rede conveniada, são fornecidos gratuitamente. Este benefício não é concedido aos dependentes de funcionários.

Refeição.

A Tecseg conta com o restaurante próprio administrado por empresa especializada, que garante o fornecimento de refeições de qualidade a custo simbólico.

Seguro de vida em grupo.

A participação nesse plano é facultativa.

O custo desse benefício é dividido em partes iguais entre a Tecseg e o funcionário, que fica permanentemente coberto, dentro de um certo valor, nos casos de morte e invalidez parcial ou total, propiciando, desse modo, um pouco mais de segurança e tranquilidade à sua família.

Plano de sugestões.

Todo funcionário pode participar do plano, dando suas sugestões. Caso sejam aprovadas pela comissão, o funcionário receberá uma importância em dinheiro, conforme condições estabelecidas no Plano de Sugestões ou na Norma Administrativa.

Cesta de natal.

No final do ano você receberá uma Cesta de Natal.

Adiantamento de salário – Empréstimo consignado em folha de pagamento.

A concessão de adiantamento de salário ( empréstimo ) somente será feita em casos de emergência comprovada e de acordo com a Norma Administrativa.

Jornada de trabalho.

A Tecseg mantém um total de 44 horas semanais.

Intervalo para almoço é de 1h00min.

Descanso semanal aos domingos e dias de feriado como determina o órgão competente também remunerado.

Normas de trabalho.

Registro, ou seja, anotações gerais na CTPS conforme determina o órgão competente.

Ao ser admitido na Tecseg, várias informações são registradas no seu prontuário.

Qualquer alteração dessas informações, como mudança de endereço, estado civil, nascimento de filhos e conclusão de cursos, deverão ser comunicadas ao Departamento de Recursos Humanos.

Registro de ponto.

A Tecseg adota uma modalidade para registrar a presença de seus funcionários:

• Cartão de ponto eletrônico, evitando assim transtornos voltados aos colaboradores, como erros na folha de pagamento.

Faltas e atrasos.

Faltas não justificadas pelo seu superior imediato, além de trazerem prejuízos ao salário, são descontadas do período de férias e 13º salário, obedecidos os limites legais.

Precisando faltar, procure avisar seu superior antecipadamente. Não sendo possível, avise-o tão logo possa. As faltas motivadas por doença devem ser comprovadas por meio de Atestado Médico.

Segurança, medicina e higiene do trabalho.

Estes setores são os responsáveis pelo planejamento, execução e controle da Política de Segurança e Saúde do Trabalho de nossa empresa, definida na Norma Administrativa 2121, e constante do Manual de Segurança e Saúde do Trabalho.

Segurança do trabalho.

Este setor tem seu foco na preservação da integridade física dos funcionários, estudando o uso adequado de equipamentos de segurança para cada tipo de trabalho, prevenindo acidentes, atos ou condições inseguras capazes de colocá-los em risco. Assim, se sua função exigir o uso de equipamentos, tais como óculos, botas e luvas, use-os, porque a finalidade é oferecer-lhe segurança.

Este setor também coordena e treina a CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, e a Brigada de Incêndio - É um grupo organizado de pessoas voluntárias ou não, treinadas e capacitadas para atuar na prevenção, abandono de área, combate a princípio de incêndio e incêndio, e prestar os primeiros socorros, dentro de uma área pré - estabelecida.

Medicina e higiene do trabalho.

O serviço de Medicina e Higiene do Trabalho da Tecseg avalia até que ponto as condições ambientais podem prejudicar sua saúde; detecta possíveis atividades insalubres causadoras de doenças profissionais e age para preveni-las; aconselha sua correção e submete a exames clínicos periódicos os funcionários envolvidos; promove campanhas preventivas sobre doenças, postura, e diante palestras e publicações específicas, como também coordena as seguintes atividades:

• Ginástica laboral.

Ministrada diariamente com a orientação de um profissional de educação física, para os funcionários da matriz, visando uma melhor qualidade de vida e evitar possíveis problemas de saúde.

• Comitê de ergonomia.

.

Este comitê tem por objetivo avaliar e proporcionar melhorias nos postos de trabalho, onde são realizados movimentos repetitivos, com o objetivo de adaptá-los aos funcionários, evitando a ocorrência de DORT - Distúrbios Ósteo Musculares Relacionados ao Trabalho.

Suas responsabilidades.

Como cidadãos de uma comunidade temos os nossos deveres.

Como funcionários de uma empresa também.

Normas de conduta, quando observadas individualmente, beneficiam a todos. Portanto, este item servirá mais como um lembrete para você.

• Normas

Respeite as normas da empresa. Assim, estará contribuindo para o bem - estar geral, com os consequentes reflexos positivos para você, como indivíduo.

• Sigilo

Os assuntos e informações pertinentes ao seu trabalho e à Tecseg não devem ser divulgados a pessoas ou entidades estranhas. Cuide para que os papéis e arquivos eletrônicos de seu trabalho fiquem bem guardados e não sejam retirados do local, sem a permissão de seu superior imediato.

Preservação do material e equipamentos.

Cuide bem de tudo o que a empresa lhe confiar, como máquinas, ferramentas, computadores, móveis, armários, telefones e materiais.

Acione a área responsável sempre que notar algum defeito nos equipamentos, instrumentos ou instalações.

Lembre-se que é de sua responsabilidade guardar seus equipamentos, instrumentos e ferramentas de trabalho, bem como desligá-los e cobri-los, quando for o caso, antes de sair de seu local de trabalho.

Quando em viagem a trabalho, é de sua responsabilidade a guarda das ferramentas e instrumentos em seu poder.

Não é permitida a saída de funcionários da Tecseg com qualquer tipo de equipamento ou material sem autorização prévia.

Atendimento ao cliente.

É de sua responsabilidade, ao ser acionado por um cliente, atende-lo bem, ainda que seja no encaminhamento para outro setor responsável.

Desperdício de material.

O uso indevido e desnecessário de material implica em aumento de custos. Isto não é bom nem para você nem para a empresa. Portanto procure utilizar adequadamente e racionalmente todos os materiais, ferramentas, impressos e suprimentos. Evite o desperdício.

Tecnologia da informação.

Não é permitido arquivar nos servidores nenhum material particular. Nas estações de trabalho é permitido arquivar material particular que contribua para a formação profissional dos funcionários.

Os serviços de e-mail e de Internet devem ser usados com bom senso para não sobrecarregar os servidores e o link.

Portanto, não devem ser enviados e-mails e nem baixados arquivos particulares cujo conteúdo seja: jogos, vídeos, músicas, imagens e fotos, nem enviar e-mails particulares para muitos destinatários, e também não acessar “sites” de bate-papo, jogos, cenas obscenas e semelhantes.

Uso adequado dos recursos da empresa.

Os recursos da empresa estão dimensionados para atender suas necessidades operacionais, agilizar sistemas de informação, integrar colaboradores, reduzir custos e melhorar a eficiência dos processos. Portanto, utilize-os de forma, racional, moderada e com bom senso.

Documentação.

Para seu próprio benefício, comunique ao Departamento de Recursos Humanos, qualquer alteração de dados pessoais e profissionais, como mudança de endereço, estado civil, nascimento de filhos, cursos realizados, etc. Esteja atento à atualização de sua Carteira de Trabalho, pois ela reflete sua vida profissional e pode ser útil a qualquer momento.

Fumantes.

Se você é fumante, lembre-se que existem na empresa, locais próprios e sinalizados para as pessoas fumarem.

Seguindo horário determinado por cada seção.

Apresentação pessoal.

A imagem do funcionário reflete a imagem da empresa e vice - versa.

É fundamental que você a preserve, usando roupas adequadas ao seu ambiente de trabalho, cuidando de sua aparência e higiene pessoal.

Neste caso a empresa fornece sem despesas aos colaboradores uniformes de acordo com a sua seção de trabalho.

Comércio.

Não é permitido a venda de roupas, doces, jóias, cosméticos, ou qualquer outro produto ou serviço e também promover empréstimo de dinheiro dentro da empresa.

Conservação do ambiente.

Já que você preserva sua própria aparência, nada mais natural do que preservar o seu local de trabalho, mantendo limpo e não jogando papéis e cinzas no chão.

Conserve suas plantas.

Todos nós temos que sentir responsáveis pelo ambiente no qual vivemos ou trabalhamos.

Canais de comunicação.

Como vimos, a Tecseg pretende atingir seus objetivos mantendo boas relações de trabalho por meio de compreensão, cooperação, harmonia e respeito em todos os níveis, sempre considerando os direitos e os deveres de cada parte, conforme consta do Manual da Cultura do Comprometimento.

A Tecseg assegura a cada funcionário o direito de solicitar ou sugerir soluções para problemas ou mal entendidos, a fim de melhorar as condições de trabalho e as relações sociais na empresa.

Os canais apropriados que a Tecseg coloca à sua disposição, para isso, são:

O seu superior imediato, sua gerência, o departamento de recursos humanos, a gerência geral e a diretoria, além do Plano de Sugestões.

Palavras finais.

Acreditamos em você!

Você foi admitido por reunir condições e características adequadas às nossas necessidades.

Estamos certos de que você não terá dificuldades em adaptar - se à sua nova vida profissional.

O Departamento de Recursos Humanos está à sua disposição para ajudá-lo no que for preciso e prestar-lhe esclarecimentos sobre eventuais dúvidas.

Sua missão como funcionário da Tecseg começa agora. Seu esforço, somado ao de todos, contribuirá para tornar maior o sucesso do nosso empreendimento e o seu em particular.

Seu sucesso profissional depende muito de você, ou seja, de seus conhecimentos, atitudes, eficiência, interesse, disposição e, por fim, de sua capacidade de assumir maiores responsabilidades.

Seja bem-vindo e boa sorte!

Tecseg do Brasil Industria de Produtos de Segurança Ltda

Rua:- 2.102, nº 99

Campo Grande - MS - CEP 79005 - 471

Tel.: ( 67 ) 5467 – 011 e Fax: 4356 – 9000

www.tecsegbrasil.com.br

Direitos do empregado.

• Terá assegurado os direitos trabalhistas básicos como anotação em CTPS, contrato, valor remunerado, etc.

• Receber salário no prazo legal sendo no 5º dia útil de cada mês.

• Assim como o 13º salário - gratificação paga no valor de uma remuneração mensal paga pelo empregador e efetuada da seguinte forma: 50% até o dia 30 de novembro e o restante até 20 de dezembro.

• Férias - Período aquisitivo às férias: após cada período de 12 meses de contrato.

• Concessão do direito: nos 12 meses subsequentes ao vencimento do período aquisitivo.

• Período de férias: 30 dias, dependendo do número de faltas injustificadas ao trabalho.

• Forma de concessão: em um só período ou excepcionalmente em 2 período um dos quais não poderá ser inferior a 10 dias corridos, à exceção dos menores não podem fracionar as férias. Comunicação da concessão de férias: será feita por escrito, com antecedência de 30 dias, contra recibo.

• Requisito para entrar em férias trazer a CTPS para anotação das férias.

• Época das férias: o período que for melhor para o empregador, desde observado o período concessivo, exceto para adolescentes e membros de mesma família que trabalhem juntos na mesma empresa.

• Inobservância do prazo para concessão das férias: acarrete pagamento em dobro da remuneração das férias.

• Trabalho durante as férias: é proibido o trabalho para outro empregado durante as férias.

• Remuneração das férias: as da data de sua concessão, acrescidos de mais do que o salário normal.

• Abono de férias: conversão de 1/3 do período de férias em abono pecúnia ( venda de 10 dias das férias ); deve ser requerido até 15 dias antes do término do Período aquisitivo.

• Pagamento das férias: até 2 dias antes do seu início.

• FGTS.

• Vale - transporte.

• Ser tratado com respeito pelos seus superiores e sem rigor excessivo.

• Receber treinamento necessário para o desempenho das atividades funcionais.

• Receber os equipamentos de proteção, quando o seu uso for exigido legalmente.

• Deixar de cumprir ordem injusta, que extrapola os limites do contrato, ou atentatória à sua dignidade.

Deveres do empregado.

• Cumprir com suas obrigações, em especial, as ordens de seus superiores.

• Respeitar os seus superiores e os colegas de trabalho.

• Cumprir os horários de trabalho previamente estabelecidos.

• Agir com boa fé e fidelidade.

• Cooperar ( ou colaborar ) com o bom desenvolvimento do empreendimento da empresa.

• Agir com diligência, ou seja, ser cuidadoso, zeloso em qualquer ação.

CONTRATO DE TRABALHO A TÍTULO DE EXPERIÊNCIA

Pelo presente instrumento, que firmam entre si, Tecseg do Brasil Indústria de Produtos de Segurança Ltda, com sede nesta cidade: de Campo Grande, estado de Mato Grosso do Sul, na rua:- 2.012, nº 99 - CEP: 79005 – 471, inscrita: CNPJ, sob o nº 12.345.6789/0 - 0, neste ato denominada simplesmente “EMPREGADORA”, e o Sr. (a) Luiz Ferreira, portador(a) da Carteira de Trabalho e Previdência Social n.° 12.345, série 12.345, inscrito(a) no CPF/MF sob o n.° 12.345.678.910, e cadastrado(a) em 12/01/1.985 no PIS-PASEP sob o n.° 123.456.789.101, no Banco do Brasil, Agência de Campo Grande - MS, domiciliada à Rua Centro, n.° 123, na cidade de Campo Grande, Estado de Mato Grosso dos Sul, doravante designado(a) simplesmente “EMPREGADO”, firmam o presente contrato individual de trabalho, em caráter de experiência, conforme a letra “c” § 2° do artigo 443 da Consolidação das Leis do Trabalho, mediante as seguintes condições:

1 - O EMPREGADO trabalhará para a EMPREGADORA, exercendo a função de Operador de Máquina Empilhadeira, na seção Estocagem, compreendendo inclusive os seguintes serviços de carregamentos e empilhamentos de produtos.

O EMPREGADO concordando expressamente em exercer estas atividades na sede da EMPREGADORA ou ainda em qualquer outra empresa que componha o mesmo grupo econômico.

O EMPREGADO concorda também, expressamente, em realizar viagens a trabalho exigidas pela EMPREGADORA, sem que tal fato configure transferência de estabelecimento.

2 - O EMPREGADO receberá salário de R$ 2.000,00, por mês, ( dois mil reais ), autorizando expressamente que os seguintes benefícios sejam descontados de seu salário mensal, como: INSS, contribuição sindicais, Imposto de renda, conforme aplicado na lei.

3 - O EMPREGADO autoriza a EMPREGADORA a descontar de seu salário quaisquer prejuízos que ele, EMPREGADO vier a dar causa, seja por má-fé ou dolo, ou mesmo por imprudência, negligência ou imperícia na realização de suas atividades.

4 - O horário de trabalho do EMPREGADO será o seguinte: das 08:00 ás 12:00 e das 14:00 ás 17:00 hs, com descanso aos domingos.

5 - Este contrato tem início a partir de 01 de setembro de 2.012, vencendo-se em 15 de outubro de 2.012, podendo ser prorrogado por mais 45 dias, obedecido o disposto no § único do artigo 445 da CLT.

6 - O EMPREGADO se compromete a trabalhar em regime de compensação de horas, inclusive em período noturno, sempre que as necessidades assim o exigirem, observadas as formalidades legais.

7 - O EMPREGADO compromete-se, além de executar com dedicação e lealdade o seu serviço, a cumprir o Regulamento Interno da EMPREGADORA, as instruções de sua administração e as ordens de seus chefes e superiores hierárquicos, relativas às peculiaridades dos serviços que lhe forem conferidos.

8 - Aplicam-se a este contrato todas as normas em vigor, relativas aos contratos a prazo determinado, devendo sua rescisão antecipada, por justa causa, obedecer ao disposto nos artigos 482 e 483 da CLT., conforme o caso.

9 - Vencido o período de experiência e continuando o EMPREGADO a prestar serviços à EMPREGADORA, por tempo indeterminado, ficam prorrogadas todas as cláusulas aqui estabelecidas, enquanto não rescindir o contrato de trabalho.

E, por estarem de pleno acordo, assinam as partes, em duas vias de igual teor e forma, na presença de duas testemunhas.

Campo Grande - MS, 01 de setembro de 2.012.

¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬_______________________________________________

Tecseg do Brasil Indústria de Produtos de Segurança Ltda

Empregado

__________________________________

Luiz Ferreira

Empregado

TESTEMUNHAS:

Ass. Sebastião Venâncio.

Nome: Sebastião Venâncio

Endereço: Rua G, nº 123

Ass. Domingos Pereira.

Nome: Domingos Pereira

Endereço: Rua A, nº 456.

TERMO DE PRORROGAÇÃO

Por mútuo acordo entre as partes, fica o presente contrato de experiência, que deveria vencer nesta data, prorrogado até:

______/______/______

__________________________________________________

Tecseg do Brasil Indústria de Produtos de Segurança Ltda

Empregador

Ass. ________________________________

Nome: ______________________________

EMPREGADO

TESTEMUNHAS:

Ass. ____________________________

Nome: ___________________________

Endereço: ________________________

Ass, _____________________________

Nome: ___________________________

Endereço: ________________________

Benefícios ao empregado

1. Férias.

2. 13º Salário.

3. Aposentadoria.

4. Seguro de Acidentes do Trabalho.

5. Auxílio – doença.

6. Salário – família.

7. Vestuários, equipamentos e outros acessórios fornecidos aos empregados e utilizados no local de trabalho, para a prestação do serviço.

8. Educação, bolsa auxilio em estabelecimento de ensino próprio ou de terceiros, compreendendo os valores relativos a matrícula, mensalidade, anuidade, livros e material didático.

9. Transporte destinado ao deslocamento para o trabalho e retorno, em percurso servido ou não por transporte público.

10. Assistência médica, hospitalar e odontológica em convênios.

11. Seguro de vida e de acidentes pessoais.

12. Gratificações.

13. Empréstimo em consignação.

14. Grêmio recreativo.

15. Áreas de lazer nos intervalos de trabalho.

16. Cartão farmácia, o empregado tem direito ao cartão farmácia assim que contratado. O limite para compras é de 20% do salário mensal. O desconto é realizado integralmente em folha de pagamento.

REGULAMENTO INTERNO

CAPITULO I

Da Integração no Contrato Individual de Trabalho.

Art. 1º - O presente Regulamento integra o contrato individual de trabalho. A ação reguladora nele contida estende-se a todos os empregados, sem distinção hierárquica, e supre os princípios gerais de direitos e deveres contidos na Consolidação das Leis do trabalho.

Parágrafo único – A obrigatoriedade de seu cumprimento permanece por todo o tempo de duração do Contrato de trabalho, não sendo permitido, a ninguém, alegar seu desconhecimento.

CAPÍTULO II

Da Admissão.

Art. 2º - A admissão de empregado condiciona-se a exames de seleção técnica e médica e mediante apresentação dos documentos exigidos, em prazo fixado.

Art. 3º - O empregado é admitido em caráter experimental, de acordo com a CLT ou convenção coletiva, pode ser prorrogada uma única vez.

Art. 4º - Casos de readmissão serão analisados e aprovados pela Diretoria respectiva, somente após três meses do desligamento.

CAPÍTULO III

Dos Deveres, Obrigações e Responsabilidades do Empregado,

Art. 5º - Todo empregado deve:

1. Cumprir os compromissos expressamente assumidos no contrato individual de trabalho, com zelo, atenção e competência profissional.

2. Obedecer às ordens e instruções emanadas de superiores hierárquicos.

3. Sugerir medidas para maior eficiência do serviço.

4. Observar a máxima disciplina no local de trabalho.

5. Zelar pela ordem e asseio no local de trabalho.

6. Zelar pela boa conservação das instalações, equipamentos e máquinas, comunicando as anormalidades notadas.

7. Manter na vida privada e profissional conduta compatível com a dignidade do cargo ocupado e com a reputação do quadro de pessoal da Empresa.

8. Usar os equipamentos de segurança do trabalho ( óculos de proteção, jaleco, touca, máscara de proteção, luvas, etc.).

9. Usar os meios de identificação pessoal estabelecidos.

10. Prestar toda colaboração à Empresa e aos colegas, cultivando o espírito de comunhão e mútua fidelidade na realização do serviço em prol dos objetivos da Empresa.

11. Informar ao Setor de Pessoal qualquer modificação em seus dados pessoais, tais como estado civil, militar, aumento ou redução de pessoas na família, eventual mudança de residência, etc.

12. Exibir o cartão de identificação e os volumes ou pacotes portados.

13. Respeitar a honra, boa fama e integridade física de todas as pessoas com quem mantiverem contato por motivo de emprego.

14. Responder por prejuízo causados à Empresa, quer por dolo ou culpa ( negligência, imperícia ou imprudência ), caracterizando-se a responsabilidade por:-

• Sonegação de valores e objetos confiados.

• Danos e avarias em materiais sob sua guarda ou sujeitos à sua fiscalização.

• Erro doloso de cálculo contra a Empresa.

§ 1º - A responsabilidade administrativa não exime o empregado da responsabilidade civil ou criminal cabível.

§ 2º - As indenizações e reposições por prejuízos causados são descontadas dos salários.

CAPÍTULO IV

Do horário de trabalho.

Art. 6º - O horário de trabalho estabelecido deve ser cumprido rigorosamente por todos os empregados, podendo, entretanto, ser alterado conforme necessidade de serviço.

Parágrafo único – O horário básico da Empresa é de 44 horas semanais, podendo variar de acordo com o cargo do empregado, através de contrato ou descrição de cargos e salários.

Art. 7º - Os empregados deverão estar nos respectivos lugares à hora inicial do trabalho, não sendo permitidos atrasos, exceto se as justificativas apresentadas estiverem em consonância com as normas internas da Empresa (Veja Cap. V, art. 9º e 10 e §§ 1º e 2º).

Art. 8º - Os trabalhos extraordinários deverão ser previamente comunicados e autorizados por escrito, sendo pagos de acordo com o estabelecido por lei.

CAPÍTULO V

Do Cartão de Ponto.

Art. 9º - A entrada e saída observam o horário designado.

Art. 10 – O expediente é rigorosamente observado, cabendo ao empregado pessoalmente marcar o ponto no início e término da jornada, bem assim os intervalos para refeição e repouso.

§ 1º - É expressamente proibido marcar ponto de outrem.

§ 2º - Os eventuais enganos na marcação de ponto são comunicados imediatamente ao Departamento de RH.

Art. 11 – Todos os empregados, obrigatoriamente, marcam o cartão ou assinam o livro de ponto, conforme o caso.

CAPÍTULO VI

Das Ausências e Atrasos.

Art. 12 – O empregado que se atrasar ao serviço, sair antes do término da jornada ou faltar por qualquer motivo, justifica o fato ao superior imediato, verbalmente ou por escrito, quando solicitado.

§ 1º - À empresa cabe descontar os períodos relativos a atrasos, saídas mais cedo, faltas ao serviço e o consequente repouso semanal, excetuadas as faltas e ausências legais.

§2º - As faltas ilegais, não justificadas perante a correspondente chefia, acarretam a aplicação das penalidades previstas no Capítulo XIV.

§ 3º - As faltas decorrentes de doença, deverão ser abonadas através de Atestado Médico fornecido pelo Serviço Médico da Empresa, ou na inexistência deste, por Médico do INSS, Médico do SESI ou Médico Particular, nessa ordem de prioridade.

§ 4º - As solicitações de abono de faltas, somente serão aceitas, se as justificativas, com os correspondentes documentos de comprovação, forem apresentadas até 2 (dois) dias úteis após a data do início da ausência.

§ 5º - As faltas, quando não abonadas, acarretarão, além da perda do salário correspondente, a redução legal das férias, devendo ser descontadas no pagamento do salário do mês corrente, caso ocorram até o dia 20 (vinte) do mês, ou no pagamento do salário do mês subsequente, caso ocorram faltas após esta data.

CAPÍTULO VII

Do Pagamento.

Art. 13 – A empresa paga os salários no 5º (quinto) dia útil do mês subsequente.

Art. 14 - O salário é depositado em conta corrente.

Art. 15 - Eventuais erros ou diferenças são comunicados ao Departamento de Pessoal, no primeiro dia útil após o correspondente pagamento.

CAPÍTULO VIII

Das Férias.

Art. 16 – As férias são gozadas, anualmente, em período a ser fixadas segundo a conveniência da empresa ressalvadas as exceções legais.

CAPÍTULO IX

Das Licenças.

Art. 17 – A empresa concede ao empregado, licença de acordo com a CLT ou condições mais favoráveis definidas em Acordos, Convenções Coletivas ou Termos Aditivos, por motivo de:-

• Casamento.

• Falecimento de cônjuge, ascendente, descendente ou dependente declarado na CTPS.

• Nascimento de filho.

§ 1º - O empregado comunica, por escrito ao Departamento de RH, na hipótese de casamento, com antecedência mínima de 8 dias.

§ 2º - Em caso de morte e nascimento de filho, salvo absoluta impossibilidade, o empregado comunica o evento ao Departamento de RH no respectivo dia.

§ 3º - Em qualquer caso, exige-se comprovação mediante prova documental.

CAPÍTULO X

Das Transferências

Art. 18 – Os empregados que exerçam cargos de confiança e aqueles cujos contratos de trabalho contenham clausulas de transferência implícita ou explícita, podem ser transferidas para qualquer localidade do País.

Art. 19 – As despesas de transferência, por iniciativas da empresa, ficam por sua conta.

Art. 20 – As despesas decorrentes de transferência a pedido do empregado ficam a seu cargo.

CAPITULO XI

Dos Benefícios.

Art. 21 – A empresa oferece as seguintes vantagens:

• Vale transporte, como estipulado na lei.

CAPÍTULO XII

Das Proibições.

Art. 22 – É expressamente proibido:

a) ingressar ou permanecer em setores estranhos ao serviço, salvo por ordem expressa.

b) ocupar-se de qualquer atividade que possa prejudicar os interesses de serviço, bem como a utilização de máquinas, computadores, telefones, etc. disponíveis no ambiente de trabalho, para uso pessoal, sem autorização superior.

c) Promover algazarra, brincadeiras e discussões durante a jornada de trabalho.

d) usar palavras ou gestos impróprios à moralidade e respeito, nas dependências da Empresa.

e) fumar no ambiente interno e em locais proibidos.

f) retirar do local de trabalho, sem prévia autorização, qualquer equipamento, objeto ou documento.

g) fazer parte de empresa ou iniciativas que concorram com quaisquer atividades da empresa.

h) propagar ou incitar a insubordinação ao trabalho.

i) usar cartão de visita profissional não autorizado pela empresa.

j) introduzir pessoas estranhas ao serviço, em qualquer dependência da empresa, sem prévia autorização.

k) divulgar, por qualquer meio, assunto ou fato de natureza privada da Empresa.

CAPÍTULO XIII

Das Relações Humanas.

Art. 23 - Todos os empregados, sem distinção, devem colaborar, de forma eficaz à realização dos fins da Empresa.

Art. 24 - Harmonia, cordialidade, respeito e espírito de compreensão devem predominar nos contatos estabelecidos independentemente de posição hierárquica.

Art. 25 - O sentido de equipe deve predominar na execução de tarefas à realização dos objetivos da empresa.

Art. 26 - A diretoria da Empresa, via Departamento de RH, procura, sempre que solicitada e julgar conveniente, colaborar na solução de problemas e questões de ordem pessoal, familiar e moral dos empregados, com respeito e absoluto sigilo.

Art. 27 - A empresa adota nas relações com os empregados os seguintes princípios:-

• Cumprir rigorosamente a legislação própria;

• Reconhecer o mérito do empregado e premiá-lo condignamente. As promoções se regulam segundo a capacidade, iniciativa frequência, encargos de família e tempo de serviço.

• Quanto melhor o conceito do empregado, tanto maior a possibilidade de promoção.

CAPÍTULO XIV

Penalidades.

Art. 28 - Aos empregados transgressores das normas deste Regulamento, aplicam-se as penalidades seguintes:

• Advertência verbal.

• Advertência escrita.

• Suspensão.

• Demissão, por justa causa.

Art. 29 - As penalidades são aplicadas segundo a gravidade da transgressão, pelo Departamento de RH.

Art. 30 - As respectivas chefias elaboram relatório escrito e circunstanciado aos casos de demissão por justa causa.

CAPÍTULO XV

Das Disposições Gerais.

Art. 31 - Os empregados devem observar o presente Regulamento, circulares, ordem de serviço, avisos, comunicados e outras instruções expedidas pela direção da Empresa.

Art. 32 - Cada empregado recebe um exemplar do presente Regulamento. Declara, por escrito, tê-lo recebido, lido e estar de acordo com todos os seus preceitos.

Art. 33 - Os casos omissos ou não previstos são resolvidos pela empresa, à luz da CLT e legislação complementar pertinente.

Art. 34 - O presente Regulamento pode ser substituído por outro, sempre que a empresa julgar conveniente, em consequência de alteração na legislação social.

Campo Grande - MS

Tecseg do Brasil Indústria de Produtos de Segurança Ltda,

Admitido em 01 de setembro de 2.012.

Ciente:

Recebi um exemplar do Regulamento Interno da empresa.

________________________

Luiz Ferreira

Empregado

Noções sobre segurança do trabalho.

• Abordagem NR 11.

• Conhecendo a empilhadeira, tipos e modelos e seus componentes.

• Manutenção básica da máquina.

• Cuidados com a carga, tipos e situações esporádicas.

• Equilíbrio da empilhadeira.

• Centro de carga.

• Causas de tombamento.

• Painel de instruções.

• Simbologias.

• Roteiro para verificação da empilhadeira.

• Operando com cargas elevadas.

• Operando em espaço com pouca visibilidade.

• Transportando substancias perigosas.

• Regras de circulação.

• Cuidados com o armazenamento.

• Manobras em rampas lisas, piso irregular, docas e interior de containers.

• Necessidade e importância do check list.

• Reforço das normas de segurança.

• Realização do check list.

• Manobra de empilhadeira.

• Realização de exercícios de manobras entre cones (oito) de marcha à frente e marcha ré.

• Realização de manobras com empilhadeira entre cones simulando diferentes obstáculos.

• Realização de manobras de carga e descarga com pallets e movimentação entre obstáculos.

Apresentação do novo colaborador aos seus superiores.

Local:- Sala para treinamento.

Aplicação:- Equipe de RH.

Antes do inicio ao trabalho.

Procedimentos

Boas - vindas.

Você é o nosso mais novo colaborador.

A partir deste momento, inicia-se um elo de amizade, respeito e profissionalismo, onde o nosso compromisso é a sua realização e satisfação.

Para nós, você ocupa a função de importância na empresa, sendo, portanto, o responsável direto pela boa relação entre a Tecseg e o cliente, cuja parceria é o nosso maior patrimônio.

O nosso sucesso dependerá de sua participação e comprometimento. Por isso, fique atento ao presente regulamento, que tem por finalidade auxilia - lo em algumas dúvidas do seu dia a dia, determinando normas e procedimentos a serem seguidos para uma prestação de serviços com qualidade e segurança.

Toda a equipe superior é convocada a dar boas vindas ao novo integrante ao grupo. Falando nome, cargo ocupado, departamento, seção, etc.

Seja bem-vindo à Tecseg!

OS - ORDEM DE SERVIÇO SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO

Nome:- Luiz Ferreira

Função:- Operador de Empilhadeira

Setor:- Armazém de distribuição

Descrição da Atividade

Conduzir empilhadeira em ambiente parcialmente fechado; promover manutenção preventiva diariamente como:-

• Verificar nível de óleo, água, combustível e pressão dos pneus.

Verificar itens de segurança como:-

• Extintor, cinto de segurança, luzes e buzina,

• Movimentar produtos manual mente para o acondicionamento correto sobre os paletes para o transporte, lubrificantes, fertilizantes, caixa e ensacados em geral.

Trabalhar em conformidade com as normas e procedimentos técnicos e de qualidade, segurança, higiene, saúde e preservação ambiental.

Principais Riscos

Ergonômico

Exigência de postura inadequada no trabalho.

Físico

Ruído gerado pelo motor da maquina ( empilhadeira ).

Químico

Manuseio de produtos químicos na manutenção da maquina ( Óleo, graxa e combustível ).

Acidentes

Lesões nos pés e mãos; tombamento; colisão e queda.

Equipamentos de Proteção Individual – EPIs.

Necessários ou Utilizados.

Protetor auditivo deverá ser usado quando a máquina estiver em operação.

Luvas de vaqueta nas atividades de manuseio de mercadorias em paletes.

Óculos de segurança nas atividades de manutenção da máquina, com manuseio de:-

• óleo, graxa e combustível.

Luva nitrílica para o manuseio de produtos químicos, para manuseio de:-

• óleo, graxa e combustível.

Calçado de segurança durante todo o turno de trabalho.

Medidas Preventivas para os Riscos Ambientais.

Uso correto de EPI`S.

Treinamento para execução das tarefas.

Correção das posturas de trabalho ( pausas durante o turno ).

Verificar o piso do ambiente, quanto aos desníveis e buracos que podem provocar tombamento.

Se necessário o transporte de pessoas, usar plataforma com guarda - corpo e sinto de segurança.

Somente transportar ou levantar objetos pelas garras quando estiverem devidamente acondicionados sem paletes.

Orientações de Segurança do Trabalho.

Não utilizar equipamentos improvisados ou irregulares.

Use corretamente o cinto de segurança da máquina para casos de tombamento.

Use seus EPIs apenas para a finalidade a que se destinam e mantenha-os sob sua guarda e conservação;

Observe atentamente o meio ambiente do trabalho ao circular no armazém, e corrija as condições, inseguras encontradas, imediatamente.

Use óculos de segurança quando for efetuar reposição de óleo, graxa ou combustível na máquina.

Use luvas nitrílicas nos trabalhos com produtos químicos ( óleo, graxa e combustível ).

Normatização Legal

Lei 6514 - Portaria 3214 - NR 11

Regulamentação: Segundo a Lei 6514, a Norma Regulamentadora Nº11 está previsto que toda a pessoa que for manusear um equipamento com força motriz própria deverá realizar um treinamento específico sobre ele. Também comenta que este futuro operador passe por exames médicos periódicos, que terão a validade de um ano. Depois de ser considerado apto, o operador deverá receber um crachá contendo nome completo, foto e data do exame médico, sendo a NR11 uma norma governamental a qual devemos cumprir, ela exige também que os equipamentos estejam em perfeitas condições de funcionamento que possuam sua capacidade de carga em local visível. Dentro desta norma regulamentadora não se comenta a necessidade do operador portar carteira Nacional de Habilitação, esta exigência é feita somente pelo Conselho Nacional de Trânsito, que diz que todo equipamento operado ou dirigido em via pública o condutor deverá possuir sim, CNH compatível com o veículo em movimentação.

Recebi treinamento de segurança e saúde no trabalho, bem com todos os equipamentos de proteção individual para neutralizar a ação dos agentes nocivos presentes no meu ambiente de trabalho. Serei cobrado, conforme ampara legal, com relação ao uso destes equipamentos e estou ciente de que a não utilização é passível de Sansões Legais.

Campo Grande – MS, 02 de setembr o de 2.012.

__________________

Luiz Ferreira

Empregado

Relação do cargo operador de empilhadeira em relação a outros cargos.

Empilhadeira um equipamento motorizado que podemos separa - la em diversos tipos de empilhadeiros por classes.

1. As de classes das elétricas:- 1, 2 e 3.

2. As da classe com motor:- 4.

3. As da classe com motor a combustão:- 5.

Finalmente, as classe 6. Que compreende os rebocadores, que são largamente utilizados em aeroportos, campos de golfe e futebol, ou em lugares que exigem transporte de material e pessoas e que comportam a passagem desses veículos pequenos.

Os mais comuns, em galpões fechados e centros de distribuição são as empilhadeiras de combustão em gás liquefeito ( GLP ) e elétricas. Possuem capacidade de carga que vão de 1.000 kg a 16.000 kg, e de 2 metros até mais de 14 metros.

São disponibilizados também vários acessórios que podem aumentar a capacidade, autonomia e adequação a trabalhos específicos.

A grande diferença entre outros cargos são:-

Todo e qualquer empresa, do ponto de vista de logística tem como necessidade básica o transporte e o iça mento de cargas. Para isto é preciso profissionais muito bem treinados, que conheçam as técnicas relativas a este processo e que trabalhem com o máximo de eficiência e segurança. A movimentação de máquinas e o iça mento de cargas não permitem erros.

Decididamente, a eficiência e a segurança operacional só são alcançadas quando os responsáveis por este setor, dentro de uma empresa, perceberem a importância de qualificar seus profissionais, adequadamente, na área de movimentação e iça mento de cargas.

O investimento em treinamento especializado é fator determinante para evitar prejuízos e graves acidentes.

Reciclagem e Aperfeiçoamento.

Ideal para operadores que já atuam na função a longo tempo. Tem como objetivo maior, reunir os operadores para corrigir erros e vícios operacionais, conhecendo novas e importantes informações sobre as atividades. Fazer uma reavaliação individual.