Trabalho Completo PSICOLÓGIA EDUCACIONAL

PSICOLÓGIA EDUCACIONAL

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Psicologia

Enviado por: clemilda3 18 agosto 2013

Palavras: 1432 | Páginas: 6

ATIVIDADES (pg. 31)

1. Você leu no texto que existem a Psicologia cientifica e a Psicologia do senso comum. Supondo que o seu contato até o momento só tenha sido com a Psicologia do senso comum, relacione situações do cotidiano em que você ou as pessoas com quem convive usem essa psicologia.

R:

2. Conversem sobre a Psicologia cientifica – sua matéria-prima e seu enfoque. Para isso, retomem as seguintes questões:

a) Qual é a matéria-prima da Psicologia?

R: A psicologia é um estudo que tem como matéria prima a vida e o comportamento dos seres humanos. E é necessário que tenhamos a curiosidade de conhecê-la para compreender os fenômenos que ocorrem no estímulo de cada indivíduo.

b) O que é subjetividade?

R: Subjetividade é entendida como o espaço íntimo do indivíduo, ou seja, como ele 'instala' a sua opinião ao que é dito (mundo interno) com o qual ele se relaciona com o mundo social (mundo externo), resultando tanto em marcas singulares na formação do indivíduo quanto na construção de crenças e valores compartilhados na dimensão cultural que vão constituir a experiência histórica e coletiva dos grupos e populações.

c) Por que a subjetividade não é inata?

R: Porque não nascemos com ela. As poucos ela vai se formando através das nossas experiências, vivências etc.

d) Porque as práticas místicas não compõem o campo da Psicologia cientifica?

R: Porque ao contrario do que a maioria das pessoas pensam a psicologia se baseia em investigações bastante meticulosas em que todos os detalhes são cuidados e onde nada pode deixar dúvida ou ficar inexplicado. Obviamente que isso não é possível acontecer com as praticas místicas, daí que sejam deixadas de fora.

ATIVIDADES (pg. 44)

1. Construam uma linha do tempo e coloquem nela os principais marcos da Psicologia. Tragam para esse exercício seu conhecimento sobre gregos, romanos, Idade Média, Renascimento e Idade Moderna.

2. Discutam o surgimento da Psicologia como fruto da modernidade. Porque o homem da Idade Média não pode ria ter criado a Psicologia?

3. O texto de Maria Helena Patto afirma com ênfase a relação entre o desenvolvimento de uma sociedade e o desenvolvimento das idéias que se apresentam e circulam naquele coletivo social. As idéias de uma ciência refletem as relações de poder e os principais aspectos de uma sociedade.

Considerando essas idéias, sugerimos que um grupo assista ao filme Giordano Bruno e outro assista Galileu Galilei. Depois discutam quem foram e o que pensaram esses homens. O que aconteceu com eles? Comparem suas idéias com o que pensamos hoje sobre o mundo.

4. Psicologias ou Psicologia? Debatam essa questão a partir do texto.

ATIVIDADES (pg. 57)

1. Quais são os ensinamentos que a interpretação dos sonhos nos propicia? Utilizem o texto complementar como referencia para essa discussão.

2. Com os subsídios do texto, justifiquem a afirmação: “Se fosse preciso concentrar em uma palavra a descoberta freudiana, essa palavra seria incontestavelmente inconsciente”.

3. Discutam a frase: “O que João diz de Pedro diz mais de João do que de Pedro”.

4. Pesquisem e discutam textos de psicanalistas cujos objetos de análise são fenômenos sociais atuais ou fatos do cotidiano. Esses textos têm sido publicados com freqüência em jornais de circulação nacional. Dois psicanalistas têm se destacado nessa produção e divulgação: Jurandir Freire Costa e Contardo Calligaris.

ATIVIDADES (pg. 70)

1. A partir do capitulo estudado e do texto complementar apresentado, discutam:

• Como a análise comportamental vê a pessoa/

• Pela proposta da análise comportamental, o que é preciso fazer para se conhecer e para conhecer os outros?

• Como se dá a questão do controle e do contra controle dos comportamentos?

2. Escolham situações simples da vida cotidiana e procurem aplicar os conceitos de reforçamento positivo e negativo, punição, extinção, esquiva, generalização e discriminação, que foram apresentados no texto, produzindo questões desafiadoras para seus colegas. Por exemplo: por que abrimos o guarda-chuva quando está chovendo? Como sabemos todos os dias como chegar em nossa casa?

3. Escolham uma situação social cotidiana e, a partir da perspectiva do Behaviorismo, procurem entender o que está acontecendo com o comportamento das pessoas, esforçando-se em conhecer as contingências ambientais que as levam a se comportar daquela maneira.

4. Assistam a um dos filmes indicados e debatam sobre o controle social do comportamento. Avaliem o controle em nossa sociedade.

ATIVIDADES (pg. 99)

1. Façam uma linha do tempo para um dos modelos teóricos fundadores da Psicologia e busquem preenchê-la com os autores mais significativos.

2. Discuta com a Psicanálise.

3. Entre as correntes psicanalistas e as fenomenológicas há um corte profundo que produz duas vertentes distintas de pensamento psicológico. Discuta as bases dessas diferenças.

4. Moreno, ao criar o Psicodrama, o fez com certa independência das demais correntes e ao mesmo tempo aproveitando seus avanços. O que caracteriza essa corrente?

5. Pesquise as teorias psicológicas mais incidentes em determinado país da America Latina.

ATIVIDADES (pg. 130)

1. Situem as características de comportamento de seu grupo de amigos em determinado período do desenvolvimento e busquem estabelecer as relações entre os diferentes aspectos do desenvolvimento (afetivo, intelectual, físico, social).

2. Quais são os efeitos da miséria e da violência sobre o desenvolvimento da criança e do adolescente? Levantem hipóteses.

ATIVIDADES (pg. 161)

1. Discutam a frase “O homem não tem natureza, o homem tem historia”, procurando enfocar o aspecto cognitivo do ser humano.

2. Em nossa sociedade, alguns preconceitos permeiam nossas relações, por exemplo, mulher não sabe dirigir automóvel, negro só sabe sambar e japonês é sempre bom em matemática. Apontem outros preconceitos (que vocês mesmos têm) e procurem compreender, na historia desses grupos e em sua inserção na sociedade, a explicação para tais fatos.

3. Usem o texto complementar como referencia e façam uma espécie de jogo, buscando:

• Localizar a memória mais antiga que cada um tem;

• Recursos que você usa para memorizar algo.

ATIVIDADES (pg. 174)

1. Descreva para seus colegas um momento de emoção que você viveu, procurando completar a descrição com as reações orgânicas que você sentiu.

2. Qual a importância das emoções e dos sentimentos em nossa vida? Falem de situações que vocês vivem.

3. Discutam a influencia da socialização na expressão dos afetos. Vocês conhecem alguma cultura em que as pessoas expressem os seus afetos diferentemente de nós?

4. Escolham uma emoção ou um sentimento e pronuciem-se sobre:

• O que aquele afeto significa para você;

• Quando e como você o sente?

ATIVIDADES (pg. 204)

1. Pergunte para as gerações mais velhas (pais, professores, tios) sobre virgindade, fidelidade no relacionamento, sexo eventual (e outro os temas de interesses) e compare com as idéias do grupo da classe.

2. Faca um levantamento sobre as doenças sexualmente transmissíveis e formas de prevenção.

3. Pesquisem em livros, revistas, jornais ou internet:

• Campanhas governamentais e não governamentais contra o abuso sexual de crianças e adolescentes.

• Um pais onde o homoerotismo é considerado crime e outro onde há maior tolerância em relação a esse padrão de vida amorosa (casamento entre homossexuais, possibilidade garantida por lei de um casal homossexual adotar filhos). Procure argumentos na cultura local para compreender tais posições.

ATIVIDADES (pg. 218)

1. Discutem e caracterizem a situação de crise de identidade (adolescência) pela qual vocês acabaram de passar ou estão passando.

2. Caracterizem o estigma em relação ao “menino de rua” e conversem sobre as possíveis conseqüências sobre sua trajetória de vida futura.

3. As biografias constituem material interresante para o estudo do tema deste capitulo. Alem das publicadas, é possível trabalhar com a própria historia de vida ou a de uma pessoa próxima. Procurem analisar os dados que marcam a continuidade e as mudanças na identidade.

4. A partir do texto complementar, discutam que outros aspectos têm composto a identidade dos brasileiros.

ATIVIDADES (pg. 234)

1. Analise uma situação de ensino ou uma situação de trabalho e avalie as condições institucionais, suas bases organizacionais e a pressão sofrida pelos grupos envolvi dos. Identifique os grupos sujeitados, os grupos sujeitos, os analisadores e a transversalidade do processo.

2. Diz cutam, a partir do texto complementar, as principais características dos grupos hip-hop que vocês conhecem.

ATIVIDADES (pg. 310)

1. Um sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só, mas um sonho que se sonha junto é a realidade. “O trecho dessa letra de uma música de Raul Seixas aponta para o campo da utopia. Discutam os limites e as possibilidades do jovem hoje e a atualidade dessa letra.

2. Debatem sobre a origem e o comportamento de um grupo que represente uma subcultura jovem (uma tribo).

3. Conversem sobre sua situação de vida como jovens. Considerem seus desejos, suas limitações, o mundo dos adultos, os outros jovens, o namoro etc.

4. Em nossa sociedade, como as instituições educacionais e culturais canalizam a rebeldia do jovem?

5. Uma musica brasileira dos anos 1970 afirmava: “Não confie em ninguém com mais de 30 anos...”. Vocês concordam com essa afirmação? Por quê?

ATIVIDADES (pg. 354)

1. Aponte os critérios que você e seu grupo social usam para rotular alguém como normal e como louco.

2. A partir do texto complementar O nariz discutam a construção social da loucura.

3. O que vocês mudar iam na sociedade no sentido de promover a saúde mental?

4. Como a nossa sociedade e particularmente o seu grupo de convivência lidam com o diferente? Por quê?

5. “De perto ninguém é normal.” Discutam essa frase de Caetano Veloso.