Trabalho Completo Pedagogia

Pedagogia

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Outras

Enviado por: Gabriel 28 dezembro 2011

Palavras: 2105 | Páginas: 9

...

essitamos mais do que nunca de uma escola democrática e verdadeiramente comprometida com a aprendizagem significativa do educando, transformado informações em saberes necessários à vida de seus alunos.

Para acompanhar tantas mudanças e exigências é urgente e imprescindível que a escola se modernize e agilize seus processos burocráticos e pedagógicos.

Para isso é necessário que haja um bom planejamento de todas as atividades e uma constante pesquisa e aprimoramento, através de uma gestão democrática e com a participação de todos os segmentos da escola.

O envolvimento e diálogo com a comunidade, professores, funcionários, pais e alunos, precisa criar espaço e condições para discussão e troca de idéias, para que as ações sejam centradas nas reais necessidades da comunidade e em um ensino de qualidade.

Os resultados positivos de uma escola só são realmente garantidos, através de um trabalho COLETIVO, coordenado pela equipe diretiva e que envolva a todos: corpo administrativo, funcionários, professores, estudantes, Conselho Escolar, Grêmio estudantil e outras instituições que mantenham relação direta ou indireta com a escola. Pois a escola exerce um importante, estratégico e fundamental papel social, pois a mesma deve ser um agente transformador, que leva em conta as necessidades e carências do meio em que estiver inserida, sendo uma fonte de conhecimentos e informações para todos que nela buscam uma melhoria na qualidade de vida e um aperfeiçoamento como indivíduo e ser humano consciente.

A Gestão Escolar compreende a Gestão Administrativa e Financeira, na Orientação e na

A Gestão Administrativa deve incumbir-se da parte física e burocrática da escola, que compreende o prédio, equipamentos, materiais, legislação e atividades de secretaria. E também deve dar conta do financeiro da escola.

Na Supervisão Educacional tem como objetivo de trabalho articular crítica e construtivamente o processo educacional, motivando a discussão coletiva da comunidade escolar acerca da inovação da prática educativa cujo fim é garantir a qualidade do ensino, o ingresso, a permanência e o sucesso dos alunos.

Na Orientação Educacional é entendida como um processo dinâmico, contínuo e sistemático, estando integrada em todo o currículo escolar sempre encarando o aluno como um ser global que deve desenvolver-se harmoniosa e equilibradamente em todos os aspectos: intelectual, físico, social, moral, estético, político, educacional e vocacional.

Na verdade essa fragmentação é somente teórica, pois as ações devem ser afinadas e coerentes para que os resultados sejam os esperados.

2 IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA

2.1 LOCALIZAÇÃO DA ESCOLA

NOME: Escola Municipal de Educação de Surdos - EMES

ENDEREÇO: Rua da Conceição, 226 - Centro - Angra dos Reis.

3 DESCRIÇÃO E ANÁLISE REFLEXIVA DAS ATIVIDADES DE GESTÃO

As atividades de gestão, observadas e analisadas no presente estágio, foram muito interessantes e instrutivas, pude perceber claramente a distância entre o que está escrito na Proposta Pedagógica da escola e o que acontece na instituição no seu dia a dia. O Regimento Escolar, no que se refere à documentação, atribuições de professores e funcionários, funciona de acordo, percebe-se, que os funcionários administrativos desempenham com competência e ética suas funções, referentes a documentação e escrituração escolar, matrículas, transferências, atestados, atendimento ao público e demais atribuições. A gestão financeira a princípio é equilibrada, a equipe diretiva administra os recursos financeiros, aplicando em melhorias para a escola e em material de expediente. Busca ainda arrecadar dinheiro através de bingos e rifas realizados conjuntamente com CPM, para complementar as finanças. Pode-se dizer que a gestão administrativa funciona a contento.

Os funcionários de manutenção e limpeza demonstram esforço e boa vontade em suas funções. Fazem um grande esforço para dar conta do seu trabalho, já que o prédio da escola é muito grande e a escola funciona nos três turnos .

Os professores encontram-se bastante divididos, frente à equipe diretiva da escola e suas ações. Mostram-se também muito preocupados e angustiados frente à qualidade do ensino e das dificuldades enfrentados.

A equipe diretiva da escola, que compreende a diretora e as vice-diretoras dos três turnos, também parece estar bastante perdida, apesar fazerem um grande esforço para tentar acertar, não possuem preparo suficiente para dar conta do recado.

A equipe pedagógica dos três turnos tem grande potencial para desenvolver um trabalho de ótima qualidade, são pessoas que conhecem a fundo a comunidade escolar, estão cientes dos reais problemas da escola, mas ficam na dependência das decisões da direção e seus maiorais. Mas mesmo assim fazem o planejamento pedagógico e acompanham e orientamos professores em todo o processo de ensino-aprendizagem, conforme manda o Regimento Escolar. Fazendo o possível para que seja realizado um trabalho de ensino-aprendizagem de qualidade.

A escola conta com Serviço de Orientação Escolar , no turno da manhã e tarde, eles são bastante esforçados procuram resolver os problemas sempre que possível, enquanto realizei o estágio, percebi que eram muito solicitados.

Não tive a oportunidade de realizar uma atividade de gestão, até mesmo por que, não daria tempo, pois tinha muita documentação para analisar e estudar Regimento Escolar, Proposta Pedagógica.

Também a observação e análise do cotidiano da equipe diretiva, pedagógica, e do funcionamento da escola, tomou praticamente todo o tempo do estágio. Mas ao entrevistar a vice-diretora a mesma me convidou para participar de um projeto de gestão a ser realizado na escola pela equipe diretiva e pela equipe pedagógica que tem com alvo a busca de melhor aproveitamento acadêmico dos alunos, tendo como centro de todo o processo os alunos da escola e baseado na valorização e resgate do interesse e empenho dos mesmos nas atividades escolares.

4 CONSIDERAÇÕES FINAIS

Realizar um estágio de gestão escolar é uma oportunidade única e indispensável, para o futuro pedagogo. Nada melhor do que vivenciar o dia a dia de quem comanda uma instituição de ensino para saber o que realmente acontece, como são tomadas as decisões.

Muitas vezes o que é planejado e discutido na teoria, na prática não funciona tão bem quanto era esperado, muitas vezes resulta em atritos e mais problemas. Quando isso acontece, as práticas devem ser reavaliadas pela equipe gestora e pedagógica com maturidade e coragem para que se possa realizar uma mudança de estratégias e corrigir o que não deu certo.

Administrar uma escola pequena ou grande não é nada fácil. Uma escola com tantos problemas e carências em seu entorno é ainda mais complicado, porque quem ali trabalha compartilha das angustias e esperanças da comunidade. Muitas vezes ficam de mãos atadas na expectativa de que os órgãos competentes tomem as providências há muito solicitadas e que poderiam melhorar a vida das pessoas e por conseqüência ajudariam a melhorar o ambiente da escola.

Mais do que nunca é necessário que a equipe gestora seja competente, preparada, corajosa e acima de tudo, DEMOCRÁTICA, discuta os problemas com a comunidade, escute o que as pessoas têm para dizer, as sugestões e as críticas. Pois é a partir de uma avaliação que se corrigem os erros e se acerta o rumo.

O Conselho Escolar e Círculo de Pais e Mestres, quando realmente representativo e participativo é de grande importância para uma gestão de qualidade e realmente voltada para os reais interesses da comunidade.

Construir junto com toda a comunidade escolar uma Proposta Pedagógica, ouvindo todos os segmentos envolvidos, pois por mais humilde que sejam as pessoas tem o direito de ser ouvidas e muitas vezes têm contribuições importantíssimas e surpreendentes para dar. Uma gestão democrática em que todos se sintam participantes e importantes na tomada de decisões gera um comprometimento e uma responsabilidade que é divida com todos, sem sobrecarregar a equipe gestora, que então pode dividir acertos e erros, e buscar conjuntamente soluções e com isso agiliza o trabalho e a escola com certeza funciona melhor. É muito importante se dar atenção especial às críticas, ouvindo e analisando as mesmas, pois é com elas que podemos ver o que não está funcionando bem. Muito melhor que elogios que apesar de serem importantes e motivadores, muitas vezes são apenas uma ilusão, as críticas geralmente são um alerta para a equipe gestora mudar de atitude e estratégia.

Uma escola em que todos participam e são ouvidos, com certeza colherá resultados positivos e as pessoas que ali trabalham e convivem terão prazer em realizar suas funções e ver que também são responsáveis pelo sucesso da mesma.

O principal motivo de uma escola existir são seus alunos, que ali vem em busca do conhecimento e que merecem uma educação inclusiva e de qualidade, não importando a classe social a que pertencem. Se lhes falta interesse, cabe a escola, motiva-los, se têm dificuldades, cabe a escola investigar o problema e fazer os encaminhamentos necessários. Não se pode simplesmente culpa-los, ou culpar o baixo nível de escolaridade de suas famílias temos que motiva-los e despertar suas potencialidades, pois todos são capazes de aprender e percebendo que são valorizados e acompanhados com interesse, terão prazer em estar na escola. E a escola estará então cumprindo sua função social.

As relações de poder na escola, não podem ser exercidas por pressões ou ameaças veladas ou não, tem que ser compartilhadas, abertas e humanas, pois se trata de um lugar de busca de conhecimento e igualdade de oportunidades, inclusão e relações humanas e complexas, por conta da diversidade ali existente. O poder jamais pode ser imposto simplesmente, deve ser compartilhado. Pois uma gestão centralizada e burocrática na tentativa de ser competente, não funcionará por muito tempo, pois estará sendo exercida sem alma e coração e estará esquecendo as ricas e delicadas relações humanas ali existentes.

5 QUESTÃO INDIVIDUAL

Em termos de conhecimento e experiência, este estágio foi muito valioso.

Mas a partir das leituras, tele aulas, pesquisa na coordenação da escola, conversas, observações e análise da realidade, pude formar uma visão diferente e real das complexas relações de poder na escola.

Tudo o que eu escrevi neste relatório é fruto do que observei no estágio.

O conhecimento teórico adquirido me proporcionou condições de analisar profundamente o desenrolar dos acontecimentos e o cotidiano da gestão da escola. Teria muito mais a relatar, pois aprendi muito, muito mesmo, e melhor ainda, sinto que me tornei mais consciente e crítica.

Em relação à escola, eu preciso dizer que amo essa escola, que é uma escola com grande potencial, que as pessoas que ali trabalham são competentes e possuem um grande valor, mas precisam com urgência ser motivadas e chamadas a trabalhar coletivamente. É uma escola que apesar dos problemas, fez e faz a diferença na comunidade em que está inserida. Mas ainda não descobriu de todo o tesouro da educação, pode fazer melhor com mais competência e empenho, chamando todos a participar DEMOCRATICAMENTE dos objetivos e decisões.

Fiquei contente e esperançosa de que as coisas mudem para melhor. Afinal ninguém consegue mudar o que não conhece e mesmo os dirigentes precisam aprender a conhecer, aprender a ser, aprender a aprender, e aprender a viver juntos, para uma mudança de atitude que contemplem os anseios de todos, para que todos possam conhecer e usufruir os tesouros da educação.

6 REFERÊNCIAS

______. Regimento escolar do Ensino Fundamental de 9 anos. Santo Augusto, 2008.