Trabalho Completo Trabalho Engenharia De Materiais

Trabalho Engenharia De Materiais

Imprimir Trabalho!
Cadastre-se - Buscar 155 000+ Trabalhos e Monografias

Categoria: Religião

Enviado por: cablas 14 maio 2013

Palavras: 430 | Páginas: 2

Falar sobre a pluralidade cultural é sempre um assunto muito complicado tendo em vista a complexidade do assunto discriminação racial. Ao que se se refere ao âmbito escolar devemos salientar que essa questão deve ser levada em conta pelo professor desde a preparação das aulas. Segundo o PCN (2001, p. 19), trabalhar a diversidade humana é algo fantástico e promissor se for levado em conta a realidade de cada povo e suas particularidades para entender toda a imensidão de um grande e múltiplo universo.

Falar sobre a diversidade cultural e valorizá-la, é trabalhar sobre a superação dos preconceitos, é vencer alguns dos mecanismos de exclusão social, esse trabalho é necessário, porém árduo e insuficiente para chegar ao caminho de uma sociedade igualitária (PCN, 2001, p. 21).

As políticas públicas também trabalham contra a discriminação racial, desde 1988 na Constituição Federal, pois discriminação racial é crime. Porém essas mesmas políticas públicas e liberalistas excluem as camadas mais pobres da sociedade e acentuam o preconceito.

Para o PCN (2001, p. 23), o grande desafio não é a questão legislativa, mas sim a criação de uma escola que mude a mentalidade das pessoas, já que nela convivem alunos de origens, crenças, culturas e níveis econômicos diferentes.

É necessário desenvolver um plano de ensino voltado para a pluralidade cultural com uma visão interdisciplinar, tendo conteúdos no campo jurídico, no campo de história e geografia, noções originárias da antropologia, da lingüística, da sociologia e da psicologia, além de estudos populacionais, para construir uma base reflexiva no ambiente escolar (PCN, 2001, p.35).

Ao que se refere à questão jurídica, é necessário conhecer a legislação voltada para a igualdade racial e social, ligada aos princípios de liberdade e igualdade. Já a questão histórica, geográfica e antropológica, é necessário o conhecimento acerca da formação de todos os povos, suas diferenças e semelhanças, suas características físicas culturais e sociais entre outras particularidades de cada grupo étnico.

Vale lembrar a necessidade da abolição da palavra “raça”, substituída pela palavra etnia para um melhor desenvolvimento do trabalho com os diversos.

Ao que se refere às práticas pedagógicas deve-se frisar: o repúdio das práticas racistas e inconstitucionais, a ampliação dos conhecimentos acerca da origem dos povos valorizando-as e utilizando como meio de aprendizagem.

Deve-se usar a pluralidade como mecanismo de aprendizagem e enriquecimento cultural banindo os estereótipos e preconceitos:

O cotidiano da escola permite viver algo da beleza da criação cultural humana em sua diversidade e multiplicidade. Partilhar um cotidiano onde o simples “olhar-se” permite a constatação de que são todos diferentes traz a consciência de que cada pessoa é única e, exatamente por essa singularidade, insubstituível (PCN, 2001, p. 53).